Paulo Sérgio: "Esses mamões puseram em causa a minha dignidade profissional, um dia a gente encontra-se"

Paulo Sérgio: "Esses mamões puseram em causa a minha dignidade profissional, um dia a gente encontra-se"
Hélio Nascimento

Tópicos

Paulo Sérgio não fugiu ao tema da semana, ainda sobre o jogo no Dragão, e apontou a mira os "mamões que puseram em causa a minha dignidade profissional"

Paulo Sérgio considera muito importante o jogo desta tarde, com o Moreirense, esperando que a sua equipa consiga conquistar a vitória, inclusive porque não acredita que os atuais 32 pontos sejam suficientes para assegurar desde já a permanência. "Vamos fazer de tudo para que o Portimonense continue na Liga Bwin, na próxima época, mas sabemos que o Moreirense é um adversário de qualidade e está a atravessar um momento bastante positivo. Será mais um jogo difícil, como todos os demais, mas o nosso objetivo é só um".

No pós-Dragão, o treinador dos algarvios não abriu o jogo em relação à recuperação, ou não, do central Pedrão, para "não facilitar a vida ao Sá [Pinto]", mas os regressos de Samuel, Relvas, Angulo, Nakajima, Welinton e Lucas Possignolo configuram o cenário mais provável. "Amanhã [hoje] saberão quem está disponível", atirou, com uma ferroada pelo meio: "Durante a semana até disseram que nem o Nakajima tinha levado", quando é público que o japonês está emprestado pelo FC Porto e por isso nunca poderia jogar.

Paulo Sérgio, de resto, não se furtou ao tema forte dos últimos dias, disparando em várias direções. "Só o Portimonense é que está na minha cabeça e tenho a camisola bem vestida. São estes os interesses que defendo. Fiz sete alterações? Fiz, porque tinha três castigados e um emprestado. Há quem não conheça outros valores, mas eu tenho a ficha limpa e subi todos os degraus do futebol português", acentuou o técnico, apontando a mira a "esses mamões que puseram em causa a minha dignidade profissional, mas eu conheço a história deles e um dia a gente encontra-se".