O desejo por Nakajima, mas FC Porto e Al-Duhail é que decidem

O desejo por Nakajima, mas FC Porto e Al-Duhail é que decidem
Hélio Nascimento

Tópicos

Portimonense quer manter o empréstimo do japonês.

O Portimonense quer continuar a contar com Nakajima, já se sabe, mas a situação está "algo complicada" e será preciso "um jogo de paciência" para as pretensões dos algarvios chegarem a bom porto.

O japonês esteve no Algarve na última época por empréstimo do FC Porto, mas, na equação, entra também o Al-Duhail, do Catar, que detém ainda 50 por cento do passe do jogador.

Recorde-se que os dragões pagaram 12 milhões de euros pelos direitos desportivos e por metade dos direitos económicos de Nakajima, em 2019, que, na altura, assinou um contrato de cinco anos, ou seja, até 2024.

Acresce que o internacional nipónico aufere um salário demasiado alto para os cofres do emblema de Portimão, pelo que novo empréstimo será, à partida, o cenário mais desejável. O entendimento é possível, claro, mas as negociações não se afiguram fáceis.

Nakajima voltou a ter bom rendimento ao serviço do Portimonense, depois de uma passagem muito intermitente, em termos de desempenho, pelo FC Porto.