"Gostaria muito de jogar no FC Porto", assume Nakajima

"Gostaria muito de jogar no FC Porto", assume Nakajima
Hélio Nascimento

Tópicos

Nakajima, japonês do Portimonense, não imaginava uma adaptação tão rápida a Portugal, elogiando o futebol ofensivo da equipa. O tipo de jogo praticado pelo FC Porto é o que mais lhe agrada na I Liga

Chegou nos últimos dias do mercado de agosto e não tardou a fixar-se no onze do Portimonense, encantando os adeptos e a crítica. Shoya Nakajima, ou o "Pequeno Imperador", como também lhe chamam, tem já alguns clubes interessados e, a O JOGO, revela preferências.

Esperava impor-se assim tão facilmente no Portimonense?

A liga portuguesa é uma liga que encaixa bem nas minhas características e, por isso, sempre pensei que podia fazer bastantes golos para ajudar a equipa. Mas, confesso, não imaginava que me iria adaptar tão depressa, logo nos primeiros tempos, como está a suceder.

Mas não teve dificuldades, nem sentiu diferenças no futebol praticado?

A equipa pratica um futebol muito ofensivo, o que facilitou essa adaptação. Para mim, este é um tipo e um estilo de futebol que gosto e no qual me sinto relativamente à vontade.

Percebe tudo o que Vítor Oliveira lhe pede? Como se entende com o treinador?

Com o treinador, converso num inglês básico e simples e agora tento falar também um pouco de português; já vou dizendo uma palavra ou outra. Em último caso, peço ao Ryuki [colega de equipa com dupla nacionalidade brasileira e japonesa] para traduzir e assim comunico com o técnico. E também com os meus companheiros, mas, nesse caso, já nos vamos entendendo muito bem.

Quais as equipas portuguesas que mais o têm impressionado?

Em Portugal, há muitas equipas de qualidade. Gosto imenso do futebol que é praticado pelo FC Porto - já antes gostava e agora tenho confirmado essa ideia. Os três grandes, FC Porto, Benfica e Sporting, são muito respeitados em todo o mundo e são todos de qualidade, mas, entre esses três, gosto em especial das características e do estilo de jogo do FC Porto.

Já andam equipas a observá-lo e até se diz que pode sair mais cedo do Portimonense. Gostaria de jogar num grande em Portugal?

-Se surgisse uma oportunidade futuramente, gostaria muito de jogar no FC Porto.

É esse o seu sonho?

Tenho 23 anos e admito, daqui para a frente, conhecer também outros países e outros tipos de futebol, mas atualmente estou a conseguir o que queria, que era adaptar-me bem a Portugal e ao Portimonense. Gosto de cá estar e por isso, para já, quero ficar no clube mais tempo e obter mais resultados.