Do Pedras Rubras a titular com o Sporting: "Nervoso? Não estava"

Do Pedras Rubras a titular com o Sporting: "Nervoso? Não estava"
Hélio Nascimento

Tópicos

Jovem central Filipe Relvas já tivera minutos frente a FC Porto e Benfica e foi agora titular em Alvalade. É mais um produto da equipa de sub-23 e há duas épocas jogava no Pedras Rubras

"Tinha ambições e sonhos, mas, realisticamente, não pensava que fosse assim tão rápido", confessa Filipe Relvas a O JOGO, dias depois de ter sido titular frente a um grande pela primeira vez na sua carreira. O jovem central - há duas temporadas jogava no Pedras Rubras -, que já tivera minutos nos jogos com Benfica e FC Porto, foi escolha inicial de Paulo Sérgio em Alvalade, na sequência de um percurso ascendente, iniciado nos sub-23 do Portimonense, na época passada, e confirmado agora, com o registo de 11 presenças na equipa principal.

"Nervoso não estava, até porque com o Guimarães também fui titular, mas sentia alguma ansiedade, que depois foi passando, inclusive porque as coisas foram saindo bem. Jogar contra um grande é uma sensação única, que eu quero que comece a ser um hábito", atira Relvas, 22 anos, lamentando apenas que os algarvios não tenham pontuado. "Só parcialmente é que a missão foi cumprida, porque aquilo que interessa sempre é ganhar. Estivemos equilibrados e a sair bem para o ataque, mas, com menos um, a qualidade do Sporting veio ao de cima. Foi pena, morremos na praia", diz sobre o 3-2 final.

À entrada do novo ano, Relvas aponta para "uma época segura", de preferência "a subir mais, porque somos ambiciosos". Em termos individuais, deseja "ganhar espaço, crescer e evoluir, ajudando a equipa e correspondendo à enorme confiança que o míster me vem dando". De resto, este rapaz do Norte adaptou-se às mil maravilhas e destaca as "excelentes condições" proporcionadas pela SAD algarvia.