Paços de Ferreira simula ambiente de competição em jogo-treino com plantel

Paços de Ferreira simula ambiente de competição em jogo-treino com plantel

O treino decorreu no relvado principal do estádio Capital do Móvel com equipamentos oficiais, teve em elementos da equipa técnica os árbitros, houve intervalo nos balneários e som ambiente nas colunas do estádio

O Paços de Ferreira recriou este sábado o ambiente de competição, com um jogo-treino entre os elementos do plantel, arbitragem, intervalo e a habitual animação sonora no estádio, adiantou à Lusa fonte do clube da I Liga.

O treino decorreu no relvado principal do estádio Capital do Móvel com equipamentos oficiais (com o amarelo, cor predominante do principal, frente ao branco, que é um dos alternativos), teve em elementos da equipa técnica os árbitros, houve intervalo nos balneários e som ambiente nas colunas do estádio.

A ideia, de acordo com uma fonte do clube pacense, foi simular o ambiente de jogo, após a primeira semana de treinos em que os jogadores puderam trabalhar em conjunto, uma vez que as regras das autoridades de saúde proíbem a realização de jogos de preparação.

Deste treino, ao qual faltaram somente os lesionados Simão Bertelli e Adriano Castanheira, resultaram golos das duas equipas, incluindo um anotado por Bastos, um dos dois jogadores dos sub-19 que tem trabalhado com o plantel principal.

No final, o defesa esquerdo brasileiro Bruno Teles deu conta de "uma semana muito produtiva", de "treino forte", com elogios ao técnico Pepa, pela forma como "tem conseguido gerir muito bem o plantel neste período de trabalho mais complicado".

"Com bola as coisas saem mais naturalmente e, na verdade, porque estamos focados a 100% no trabalho, acabamos por esquecer [as limitações com contactos]. Os contactos são algo natural no futebol e isso não vai deixar de existir, pelo menos quando a bola começar a rolar", referiu o futebolista, citado pelo Paços.

Nesta declaração, Bruno Teles fez questão de salientar a importância dos adeptos, considerando que "são muito importantes e vão fazer muita falta" nas 10 jornadas que faltam disputar da I Liga.