"Espero que voltemos a ter momentos de brilhantismo. Se não conseguirmos..."

"Espero que voltemos a ter momentos de brilhantismo. Se não conseguirmos..."
Redação com Lusa

Tópicos

Jorge Simão quer Paços de Ferreira a lutar pelo resultado frente ao Braga.

O treinador do Paços de Ferreira, Jorge Simão, disse esperar "alguns momentos de brilhantismo" frente ao "teoricamente favorito" Sporting de Braga, após recarregadas as baterias, no jogo de abertura da quinta jornada da I Liga de futebol.

"Com este acumulado de jogos, como já tinha dito, a nossa exuberância exibicional não seria uma constante. Já tivemos jogos com exuberância exibicional, amanhã [sábado] espero que voltemos a ter alguns momentos de brilhantismo. Se não conseguirmos esta exuberância que, pelo menos, tenhamos a capacidade de lutar pelo resultado", disse Jorge Simão, em conferência de imprensa.

Na antevisão ao jogo de sábado, o técnico pacense destacou os méritos da paragem nos campeonatos, pelo que permitiu "refrescar" a equipa, tanto nos "aspetos físicos", possibilitando "limpar algumas mazelas", como para "ganhar frescura mental"

"A vitória em Portimão foi muito importante, não foram apenas três pontos, mas fechar aquele ciclo extremamente importante, com o recurso a outros atributos, sem aquela exuberância exibicional, mostrando que estávamos e estamos vivos", sublinhou, antes de abrir a porta ao novo ciclo de jogos, frente ao Braga.

Jorge Simão disse ter ainda "algumas dúvidas sobre o Braga", que associou às movimentações de mercado, sem saber, como disse, se os reforços Diogo Leite ou Chiquinho vão já a jogo.

"A forma de jogar está lá e será a mesma pelo que eles têm vindo a fazer", referiu o técnico pacense, que irá cumprir frente ao Sporting de Braga, equipa que também já orientou, o jogo 50 pelos pacenses.

Jorge Simão considerou que "o jogo será especial como todos os outros", lembrou que "ter oportunidade de competir a este nível é um privilégio" e falou de "um número engraçado, mas pequeno".

Stephen Eustáquio já regressou dos trabalhos da seleção do Canadá e será mais uma opção, ao contrário do guarda-redes esloveno Igor Vekic, recém-chegado a Paços, e de quem o técnico disse depositar "fortes esperanças", sendo "mais um a lutar pela titularidade", que, nesta altura - fez questão de frisar -, é de André [Ferreira].

O jogo de abertura da quinta jornada, na Capital do Móvel, tem como novidade a presença de um árbitro estrangeiro, no caso francês, assinalando a estreia de um intercâmbio firmado entre os conselhos de arbitragem das federações de futebol dos dois países.

"Há que estabelecer prioridades e comecei a relegar esse estudo [do árbitro] para segundo plano. Na Arábia Saudita, por exemplo, não há jogos da primeira liga apitados por árbitros locais. Os árbitros estrangeiros abrem uma porta, que acho extremamente difícil de fechar e, aos meus olhos, acho muito difícil que isto deixe de acontecer", comentou Jorge Simão.

João Vigário e Jordi recuperam de lesões e vão ficar de fora das opções para o jogo diante dos guerreiros do Minho.

Paços de Ferreira, no oitavo lugar, com seis pontos, e Braga, quinto, com sete, defrontam-se no estádio Capital do Móvel, no sábado, às 15:30. O francês Willy Delajod será o árbitro do encontro, o primeiro da quinta jornada da principal liga portuguesa.