Começou por ser apontado ao Famalicão, mas está perto de reforçar o Paços de Ferreira

Começou por ser apontado ao Famalicão, mas está perto de reforçar o Paços de Ferreira
Armindo Calção / Mónica Santos

Tópicos

Escocês Jordan Holsgrove, de 22 anos, fez uma excelente época no Celta de Vigo B e poderá ser reforço a custo zero.

O nome não é novo nas notícias de mercado, em Portugal: Jordan Holsgrove, 22 anos, médio escocês que na última temporada foi uma das figuras-chave na equipa B do Celta de Vigo (II B), começou por ser apontado como possível reforço do Famalicão, mas está perto de se tornar jogador do Paços de Ferreira.

Em fim de contrato com o clube espanhol, a possibilidade de ser contratado a custo zero é determinante para a transferência vir a concretizar-se. Há negociações em curso, mas ainda não é um dossier encerrado. Em Espanha e em Portugal não faltam candidatos ao médio-centro que, na Mata Real, poderá substituir Nuno Santos (cedido pelo Benfica); no país vizinho, foi noticiado o interesse de Alavés, Burgos e Ponferradina.

Formado no Reading, Jordan Holsgrove mudou-se para a Galiza há duas épocas. Na primeira, fez meia dúzia de jogos e estreou-se a marcar na equipa principal, que viria a ser oitava numa das ligas mais fortes da Europa. Nesta última, ficou nos bês e foi o segundo mais utilizado do plantel: 35 jogos, quatro golos e exibições convincentes que poderão ter continuidade na Liga Bwin, sob a orientação de César Peixoto.

Terminada a temporada, a imprensa galega tem questionado o facto de o Celta de Vigo não manter Jordan Holsgrove e outros jovens promissores, mas tudo indica que o contrato não será mesmo renovado, o que abre a porta da Mata Real e de um projeto que assenta na valorização de jovens talentos para garantir equilíbrio orçamental - processo que, neste verão, tem no centro o guarda-redes André Ferreira, candidato a sair.