César Peixoto ciente da responsabilidade: "É ganhar ou ganhar"

César Peixoto ciente da responsabilidade: "É ganhar ou ganhar"
Redação com Lusa

Tópicos

Técnico pacense reconheceu que "o estado anímico não é o melhor", após seis derrotas consecutivas, o pior registo da equipa no principal escalão, mas assegurou que foram identificadas as falhas e traçado o novo caminho a trilhar pelo grupo

O treinador do Paços de Ferreira, César Peixoto, reconheceu esta sexta-feira a urgência na obtenção de um resultado positivo, após seis jornadas na Liga Bwin sem pontuar, considerando que frente ao Santa Clara é "ganhar ou ganhar".

"Foi uma semana difícil, com um início muito complicado e com todos frustrados porque aqui ou ali já podíamos ter pontos. Os jogadores falaram entre si, também tivemos uma conversa franca com eles e todos percebemos que todos temos de dar mais. É ganhar ou ganhar", disse César Peixoto, na conferência de antevisão ao jogo da sétima jornada, nos Açores.

O técnico pacense reconheceu que "o estado anímico não é o melhor", após seis derrotas consecutivas, o pior registo da equipa no principal escalão, mas assegurou que foram identificadas as falhas e traçado o novo caminho a trilhar pelo grupo.

"Só vamos conseguir vencer se trabalharmos todos como equipa e para isso temos de ser agressivos quando perdermos a bola e seguros com ela quando a ganhamos, entrar coesos e fortes nos "duelos". Os jogadores novos também têm de dar mais rápido a resposta em jogo, para sermos uma equipa mais competitiva a 90 minutos", sublinhou.

Luiz Carlos é uma baixa confirmada para o jogo e a ausência, até pelas suas características e experiência, terá uma influência na forma como o Paços se vai apresentar em campo, enquanto Gaitán já treinou e segue viagem, não estando certa a sua utilização.

César Peixoto insistiu na importância de ganhar um jogo que qualificou de "muito difícil".

"Não me importava de ter os quatro pontos deles. Espero uma equipa competitiva, que teve problemas na pré-época, com a saída de alguns jogadores importantes, como nos aconteceu. Penso que também já poderiam ter mais pontos. Estamos preparados para um jogo difícil e em que vai ser preciso máximo foco e uma equipa a 90 minutos. Temos mais urgência de vencer e temos de ganhar", insistiu.

O Paços de Ferreira, no 17.º e penúltimo lugar, em zona de descida, com zero pontos, defronta o Santa Clara, um lugar acima, em 16.º, em zona de "play-off", com quatro, no estádio de S. Miguel, nos Açores, no sábado, num jogo que terá arbitragem de Rui Costa, da associação do Porto.