Vieira castigado, António Salvador não. Mas há uma explicação

Vieira castigado, António Salvador não. Mas há uma explicação

Foi também aberto um processo pelo Conselho de Disciplina ao presidente do Braga, a 28 de janeiro,

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) suspendeu Luís Filipe Vieira por 90 dias, devido a declarações sobre a arbitragem logo após a derrota do Benfica com o FC Porto, nas meias-finais da Taça da Liga, em Braga. A decisão foi conhecida esta terça-feira, estranhando-se que António Salvador, que um dia depois de Vieria fez igualmente duras críticas à arbitragem - no caso após o Braga-Sporting, na outra meia-final da Taça da Liga -, não ter sido igualmente penalizado. Há todavia, uma explicação: três dias.

De facto, foi também aberto um processo pelo Conselho de Disciplina ao presidente do Braga, a 28 de janeiro, tendo sido enviado para a Comissão de Instrutores da Liga no dia seguinte. A proposta de castigo a aplicar a António Salvador foi, posteriormente, devolvida ao CD da Liga a 14 de abril, três dias depois de ter chegado o processo que se referiam a líder benfiquista. Três dias de diferença que explicam o facto do eventual castigo a António Salvador ainda não ser conhecido, o que deverá acontecer em breve.