Premium "Sérgio Conceição percebe a importância do 1-0 e o perigo do 4-3"

"Sérgio Conceição percebe a importância do 1-0 e o perigo do 4-3"
Luís Freitas Lobo

Tópicos

PLANETA DO FUTEBOL - Quando Sérgio Conceição afirmou, com realismo tático positivo, que preferia um resultado de 1-0 a um de 4-3 abriu a caixa de Pandora de discussão dos estilos de jogo e logo se viu nessa declaração um confronto com a então elogiada ideia holandesa recentemente (re)introduzida por Keizer no nosso futebol, com romantismo tático positivo, para quem o fundamental é marcar mais golos do que o adversário.

É, em tese, um debate interessante. É, na prática, um debate ideologicamente desigual. Para os dois, acredito, o resultado (ganhar) será sempre o mais importante, mas quem está mais próximo de ganhar: quem procura garantir que com a sua forma de jogar não vai sofrer golos (ou reduz essa possibilidade) ou quem, ao invés, procura garantir que vão marcar (sem tantas fechaduras táticas pensadas atrás)? Pode ser cruel e até antirromântico, mas a história e o presente dão, claramente, razão ao primeiro.