Liga e o caso da fuga de informação: "São credenciais do Conselho de Arbitragem"

Liga e o caso da fuga de informação: "São credenciais do Conselho de Arbitragem"
António Barroso

Tópicos

Liga de Clubes responde no caso da fuga de informação sobre as nomeações dos árbitros e recorda já ter solicitado reuniões sobre o assunto

A Liga de Clubes respondeu a Fontelas Gomes sobre o caso da fuga de informação, argumentando que "os documentos que têm vindo a ser exibidos nos meios de comunicação social são credenciais emitidas por esse Conselho de Arbitragem, não tendo a Liga acesso às mesmas".

Admitindo ser o caso "obviamente, uma preocupação da Liga", os responsáveis pelo organismo presidido por Pedro Proença entenderam "dar nota dos procedimentos internos adotados com vista à garantia de toda a logística das equipas de arbitragem", na missiva enviada ao presidente do Conselho de Arbitragem (CA), conforme apurou O JOGO.

No documento enviado hoje para o órgão federativo, a Liga terá feito notar que, às quartas-feiras o CA informa, por email, sobre a região de partida das equipas de arbitragem, enquanto às quintas-feiras a Liga é informada sobre a identidade dos árbitros dos jogos de sexta e sábado e, no dia seguinte, dos jogos de domingo e segunda-feira, além de outros pormenores relacionados com a logística.

Na mesma missiva, a Liga solicita uma reunião com caráter de urgência, a exemplo do que terá feito "há cerca de um mês", conforme a nota a que O JOGO teve acesso.

Esta troca de correspondência acontece poucas horas depois de o presidente do Conselho de Arbitragem ter questionado a Liga Portuguesa de Futebol Profissional, pedindo-lhe que partilhe todos os passos que são dados desde que as nomeações chegam ao organismo de clubes, conforme notícia da Lusa.

O CA federativo está "muito preocupado com revelação antecipada das nomeações, que voltou a acontecer depois de as mesmas serem enviadas para a Liga" e vai abrir uma investigação aos procedimentos utilizados no seu envio, nomeadamente, os que estão relacionados com motoristas, marcação de estadas e viagens.

Já hoje, o Braga considerou que a divulgação das nomeações de árbitros pelo agente de futebolistas César Boaventura representa "mais uma fuga verdadeiramente inaceitável" e é revelador "da falência e da permeabilidade do setor" da arbitragem portuguesa.

O clube minhoto, quarto classificado da I Liga, reagiu à publicação feita na quinta-feira por César Boaventura, na qual deu a conhecer os árbitros dos jogos Nacional-Sporting (Carlos Xistra), FC Porto-Santa Clara (Manuel Oliveira) e do Feirense-Braga (Fábio Veríssimo), ainda antes de as nomeações terem sido tornadas públicas.