Conselho de Arbitragem assume que Eliseu devia ter sido expulso

Conselho de Arbitragem assume que Eliseu devia ter sido expulso

Erro de Rui Costa e do VAR não coloca em causa experiência positiva com a nova tecnologia nestas três primeiras jornadas da I Liga.

Numa ação de formação sobre o videoárbitro (VAR) para comentadores de televisão, que decorreu esta segunda-feira na Cidade do Futebol, o Conselho de Arbitragem admitiu que o árbitro Rui Costa errou ao não mostrar o cartão vermelho a Eliseu, na sequência do lance com Diogo Viana, no jogo entre o Benfica e o Belenenses deste fim de semana.

Se Rui Costa errou, o VAR do encontro, Vasco Santos, também esteve mal a não dar essa indicação ao árbitro da partida da 3ª jornada, reconheceram da mesma forma os responsáveis do Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), liderado por José Fontelas Gomes.

De acordo ainda com o CA, o VAR tem funcionado bem, nestas primeiras três jornadas, algo que o erro assumido neste lance de Eliseu não coloca em causa, até porque desde o início os responsáveis da arbitragem admitiram estar sujeitos a erro, em especial nesta fase inicial.

Na iniciativa federativa desta segunda-feira foram utilizadas imagens de diversos lances para tirar dúvidas, tendo a formação estado a cargo de João Ferreira, da secção profissional, e contado com a participação de José Fontelas Gomes.

Segundo informou a FPF, estiveram presentes mais de 40 especialistas em futebol dos mais diversos canais, nomeadamente de A Bola TV, CMTV, RTP, SportTV, SIC, TVI, Benfica TV, Porto Canal e Sporting TV.