Consultor do CA considera que não houve penáltis por marcar no Farense-Benfica

Consultor do CA considera que não houve penáltis por marcar no Farense-Benfica
Redação

Tópicos

Organismo divulgou relatórios analisados por consultor que afirmam que o Benfica não tem razões no lance na área do Farense. Momento determinante do jogo entre Belenenses e Nacional também analisado.

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol divulgou um relatório avançado pelo consultor independente David Elleray, o qual analisou a ação do VAR em alguns dos lances das competições profissionais. O maior destaque acaba por ser o momento em que Rafa cai na área do Farense e que levou o Benfica a pedir penálti por vários meios.

O toque do defensor no extremo é considerado "acidental" e portanto "não houve intervenção do VAR uma vez que o árbitro não cometeu qualquer claro e óbvio erro.

Também o lance entre Nuno Tavares e Licá foi considerado "acidental."

No terceiro lance apresentado, é analisado o erro cometido pelo VAR, no caso no jogo entre Belenenses e Nacional, cuja penalidade mal assinalada valeu a vitória aos azuis por 2-1. "O árbitro incorretamente tomou a decisão final de assinalar pontapé de penálti - a decisão final correta deveria ter sido pontapé livre indireto por infração de fora de jogo", pode ler-se no comunicado.

Em e-mail enviado às redações, o Conselho esclarece: "O CA decidiu tornar público um novo relatório, baseado em lances que são escolhidos segundo o critério de David Elleray, sem olhar a clubes mas sim à característica do próprio lance. O objetivo é contribuir para o melhor esclarecimento de todos os agentes desportivos e adeptos. No âmbito da colaboração que vem mantendo desde 2017 com o Conselho de Arbitragem da FPF, o consultor independente David Elleray tem elaborado relatórios nos quais analisa e esclarece a atuação do VAR em alguns lances das competições profissionais."