"Vergonha", "absurdo", "triste" e "incompreensível": o Belenenses-Benfica visto lá fora

"Surpresa" e "ridículo" foram outras palavras utilizadas pela Imprensa estrangeira.

O sucedido no sábado no Jamor teve grande eco no estrangeiro, com a Imprensa internacional não só a dar destaque, como a fazê-lo com ataques duros às entidades organizadoras da Liga Bwin.

Em Espanha o jornal "Marca" foi o mais duro. "O jogo que nunca se devia ter jogado: vergonha mundial em Portugal. A Liga, de forma incompreensível, recusou adiar um jogo que nunca se devia ter jogado", escreveu o jornal, que ao descrever a forma como a partida terminou, sentenciou: "O dano estava feito. Portugal envergonhou-se do seu futebol." Já o "AS" falou em "escândalo".

Em França, o "L"Équipe" também comentou a jornada que se viveu no Jamor: "Uma noite tão triste quanto incompreensível. Dizimado por uma epidemia de Covid que afetou 14 jogadores e 3 técnicos incluindo o treinador, o Belenenses foi forçado a iniciar o jogo de sábado frente ao Benfica com apenas nove jogadores inscritos na ficha." A RMC Sport descreveu o que se passou como "uma farsa".

O Daily Mail, de Inglaterra, falou em "jogo ridículo após a carnificina do covid". "Crise contundente do futebol português", prosseguiu.

Outro jornal de referência no meio desportivo, a "Gazzetta dello Sport", de Itália, classificou os eventos de "um absurdo". "Em Portugal o Belenenses foi forçado a entrar em campo desde o início com apenas nove jogadores, frente ao Benfica, devido a um surto do covid-19", acrescentou a publicação. "O facto de o jogo ter acontecido inevitavelmente levantou questões", escreveu a "Kicker", da Alemanha.