Rui Alves: "Como não se consegue resolver na terra, vamos buscar Deus"

Rui Alves: "Como não se consegue resolver na terra, vamos buscar Deus"

Rui Alves, presidente do Nacional da Madeira, acredita que João de Deus é o treinador certo para suceder a Jokanovic e "dar um abanão na equipa" que a salve da despromoção.

Ainda não de forma oficial, pois faltam acertar alguns pormenores, Rui Alves disse esta terça-feira à tarde que "em princípio João de Deus será o novo treinador do Nacional" e "provavelmente" já orientará o plantel no treino desta quarta-feira.

"Como não se consegue resolver na terra, vamos buscar Deus", brincou Rui Alves, referindo-se a João de Deus, o ex-treinador da equipa B do Sporting, que já teve passagens também pelo Gil Vicente, Oliveirense, Atlético e Farense, entre outros.

"É um técnico que seguimos há algum tempo, é a pessoa indicada para dar este abanão e a equipa voltar a acreditar que pode ganhar jogos", acrescentou sobre o novo treinador.

Rui Alves considerou terem-se registado melhorias na prestação da equipa, com a entrada de Jokanovic no lugar de Manuel Machado, mas os "onze jogos sem ganhar" não lhe deram outra alternativa.

"Jokanovic trabalhou imenso, o plantel está mais evoluído e mais forte, mas não é fácil dissociar esse trabalho dos onze jogos sem ganhar", afirmou Rui Alves, reconhecendo que "o treinador é o elo mais fraco" de um conjunto de fatores que explicam os maus resultados.

"É um fenómeno muito complexo para traduzir-se no despedimento de um treinador, mas quando o fazemos, ainda que com alguma tristeza, pensamos que podemos melhorar com essa alteração", afirmou.

"Temos oito finais em que partimos com um atraso de quatro pontos relativamente à linha de água. A partir de agora não há margem de erro, os próximos jogos são decisivos", acrescentou sobre a situação da equipa que está no 17º e penúltimo lugar, com 17 pontos, os mesmos do Tondela, na última posição.