"O Nacional abriu-me uma janela de oportunidade, já que no Brasil não tive muitas"

"O Nacional abriu-me uma janela de oportunidade, já que no Brasil não tive muitas"

Defesa Arthur Henrique, emprestado pelo Cruzeiro ao Nacional, diz estar "preparado" para o novo desafio.

O defesa Arthur Henrique, emprestado pelo Cruzeiro ao Nacional, clube que está de regresso à I Liga, diz estar "preparado" para o novo desafio, que considera constituir uma "janela de oportunidade" para mostrar o seu valor na Europa. Com apenas 19 anos, o jogador reconhece que esta é uma grande oportunidade fora do Brasil.

"O Nacional abriu-me uma janela de oportunidade, já que no Brasil não tive muitas. Tenho muitos desafios, aos quais pretendo corresponder com a camisola do Nacional", destacou o futebolista, em Rio Maior, onde a equipa cumpre um período de estágio até 21 de julho.

Arthur Henrique agradeceu aos novos colegas de equipa pela forma como foi acolhido no grupo. "Já me sinto adaptado, graças aos meus companheiros de equipa, que me ajudaram na integração. Não estou muito identificado com a realidade do futebol português, visto que só comecei a segui-lo depois de iniciadas as negociações para a minha vinda, mas por aquilo que pude observar até agora, estou positivamente agradado", realçou.

Em relação às ambições do clube, em ano de regresso à I Liga, Arthur Henrique revela que o grupo pretende "grandes coisas para o Nacional". "Da minha parte, estou a adquirir muitos conhecimentos, através do Felipe Lopes que é um jogador com muita experiência, que me dá alguns conselhos muito benéficos para o meu trabalho", revelou.

O Nacional prossegue o estágio de pré-época em Rio Maior e, no sábado, desloca-se (17:00) ao Estádio António Coimbra da Mota, para defrontar o Estoril Praia, naquele que será o seu terceiro jogo de preparação.