Treinador-adjunto do Moreirense avisa: "Desenganem-se, esta a eliminatória não está resolvida"

Treinador-adjunto do Moreirense avisa: "Desenganem-se, esta a eliminatória não está resolvida"

Declarações de do treinador-adjunto Rui Mota após o Chaves - Moreirense (2-0), jogo da primeira mão do play-off

Sobre o jogo: "Entrámos muito bem no jogo, estávamos por cima quando sofremos um golo num momento que não podíamos sofrer. Podíamos fazer melhor. Depois desse golo, a equipa tranquilizou-se um bocado, o Chaves tentou fechar as linhas e o jogo foi muito dividido. Entrámos bem na segunda parte, tivemos oportunidades para fazer golo, mas não conseguimos fazer e acabámos por cometer outro erro. O jogo resume-se a isso."

Acreditar na reviravolta: "Esta equipa, ao longo do ano, tem oscilado, mas não desiste. Desenganem-se que a eliminatória está resolvida, vamos dar uma grande resposta em casa. Vamos descansar, analisar e procurar a continuidade na Primeira Liga. Esta equipa, quando consegue estar confiante, é capaz de mover montanhas. É com esse espírito que lá vamos. Não passa pela cabeça de ninguém que este jogo esteja resolvido."

Eficácia: "O que foi determinante [neste jogo] foi a nossa falta de eficácia. Tivemos mais oportunidades de golo que o adversário e quando não marcámos, deixámos o adversário marcar. Temos de ser mais eficazes e somos capazes de nos transfigurar e dar a volta aos jogos."

Apoio: "Agradeço o apoio dos nossos adeptos, têm sido fantásticos ao longo da época. Não foi por falta de seriedade e de querer da equipa que as coisas não nos correram bem. A equipa entrou bem e forte no jogo, estávamos a conseguir mandar no jogo, mas sofremos um golo que não podemos sofrer".