Sá Pinto: "Não temos mais margem. É o jogo da época para nós"

Sá Pinto: "Não temos mais margem. É o jogo da época para nós"
Redação com Lusa

Tópicos

Declarações do treinador do Moreirense na antevisão ao jogo com o Boavista.

O treinador Ricardo Sá Pinto afirmou que o Moreirense está "preparado" para defrontar o Boavista no "jogo da época", uma "finalíssima" na luta pela permanência na Liga Bwin, para a 32.ª jornada, no domingo.

Ciente de que o 16.º classificado da tabela, com 26 pontos, esteve longe de "um jogo bem conseguido" na ronda anterior, diante do Portimonense (derrota por 1-0), o técnico vincou que os jogadores transmitiram "sinais diferentes" na preparação do próximo embate, que o fazem acreditar numa exibição repleta de "entrega" e "vontade" para superar os boavisteiros.

"Queremos ser melhores nos duelos, nas segundas bolas, na agressividade e na vontade. Em tudo isso, temos de ser superiores ao adversário, porque é o primeiro grande passo para a vitória. E a vitória é o único resultado que nos interessa. Não temos mais margem. É uma finalíssima. É o jogo da época para nós. Vejo a equipa muito focada e concentrada", disse, na antevisão ao desafio marcado para as 18h00, em Moreira de Cónegos, no concelho de Guimarães.

Para o timoneiro, a equipa minhota "está preparada" para "jogar contra qualquer adversário" e para "estar ao nível do último jogo em casa" - vitória sobre o Tondela (2-0) -, sabendo que o Boavista perdeu nas duas partidas anteriores, circunstância que torna o encontro "ainda mais difícil" e deixa o grupo em "alerta máximo".

Ricardo Sá Pinto lembrou que a equipa treinada por Petit, 13.ª da tabela, com 33 pontos, já alcançou o "objetivo principal", a manutenção, que se distingue pelos "duelos", pela "organização" e por "alguns jogadores internacionais de grande valia".

"Contamos com um Boavista forte, que se vai apresentar no seu máximo. (...) Queremos manter o mesmo registo do jogo contra o Tondela, a mesma assertividade, a mesma eficácia, para levarmos de vencido este adversário difícil", disse.

O técnico pediu ainda para que os adeptos do Moreirense se comportem como "o 12.º jogador" no domingo, porque, a seu ver, "só um espírito coletivo, em comunhão entre adeptos, direção e equipa, vai levar ao êxito".

O Moreirense, 16.º classificado da I Liga portuguesa, com 26 pontos, recebe o Boavista, 13.º, com 33, em partida agendada para as 18h00 de domingo, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, com arbitragem de Tiago Martins, da associação de Lisboa.