"Não quero arranjar desculpas, sou pago para arranjar soluções"

"Não quero arranjar desculpas, sou pago para arranjar soluções"
Redação com Lusa

Tópicos

Declarações de Ricardo Soares, treinador do Moreirense, após o empate sem golos em casa do Belenenses SAD.

Análise: "Jogo difícil. A relva dificultou as duas equipas. Foi um bom jogo, perdemos claramente quase todos os duelos. Foi evidente, na minha opinião, que nunca estivemos em jogo, tirando aqueles 10 minutos finais da primeira parte e os primeiros da segunda, o que é manifestamente pouco para o que temos capacidade para fazer. O Belenenses SAD foi ligeiramente melhor que nós. É um ponto positivo, numa exibição que deixa muito a desejar."

Saída de Fábio Abreu: "Tive algum tempo para preparar a saída do Fábio Abreu porque senti que o íamos perder. No plantel, temos o Derik Lacerda lesionado e o André Luís veio do Desportivo de Chaves também lesionado. Não temos características que possam juntar ao que a equipa precisa e que o Fábio dava. Arriscámos, colocámos lá o Pedro Nuno, grande profissional. Estou contente com o trabalho do Pedro. Não funcionou muito bem, mas acreditamos que, para a semana, as coisas serão diferentes."

Soluções: "O processo estava estável, a crescer, e vai continuar a crescer. Seria um erro colocar jogadores com determinado tipo de características desconfortáveis no jogo. Uma nuance ou outra não é difícil de introduzir, mas gosto de jogadores confortáveis na posição. Os reforços chegaram há pouco tempo. Não quero arranjar desculpas, sou pago para arranjar soluções. Chegaram num contexto difícil, tenho jogadores que estiveram seis meses parados. Queremos acelerar o processo da sua capacidade física. O que posso assegurar é que, no próximo jogo em casa, voltaremos a fazer um grande jogo."

Lesão de Pedro Amador: "O Pedro Amador teve realmente infelicidade no jogo, num lance normal. Não existe maldade do Tiago Esgaio, mas é futebol. Está a ser avaliado, esperemos que não seja nada de grave. É um jogador que está num bom momento e esperemos que isto seja só um susto."