Moreirense confirma castigo, anuncia recurso e garante inocência

.

 foto Fábio Poço/Global Imagens

Clube minhoto foi suspenso por um ano das competições desportivas. Clube demarca SAD do processo.

O Moreirense reagiu esta sexta-feira, através de comunicado, à pena aplicada pelo Tribunal de Santa Maria da Feira pelos crimes de corrupção ativa.

Na nota publicada no site oficial, o clube cónego confirma ter sido notificado da decisão e da condenação ao pagamento de uma multa de 112.500 euros e da suspensão das competições desportivas durante um ano. O Moreirense adianta ainda que vai recorrer e assegura estar inocente:

"O Moreirense Futebol Clube afirma e reitera perante todos os seus sócios, adeptos e simpatizantes que não ordenou, não autorizou, não consentiu ou sequer deu o seu beneplácito para que em seu nome, ou no seu interesse fosse praticado qualquer acto corruptivo, que aliás, abomina. O Moreirense Futebol Clube lutará até ao limite das suas capacidades para demonstrar essa sua inocência, deixando desde já a certeza que reagirá em sede de recurso contra esta inusitada decisão", pode ler-se no comunicado.

O clube demarca ainda a SAD do processo, indo de encontro à tese defendida pelo advogado da sociedade, Ricardo Sá Fernandes, em declarações à TVI 24:

"Por fim, o Moreirense Futebol Clube informa que a Moreirense Futebol Clube - Futebol, SAD não é nem nunca foi arguida nos autos, não tendo sido alvo de qualquer condenação ou sanção, pelo que a sua participação nos campeonatos profissionais não está em causa. A participação desportiva do Moreirense Futebol Clube, que muito honra o clube, cinge-se a competições amadoras organizadas sob a égide da Associação de Futebol de Braga e da Federação Portuguesa Futebol, no âmbito das camadas jovens", acrescenta o Moreirense.

Leia o comunicado do Moreirense na íntegra:

"O Moreirense Futebol Clube, agremiação desportiva de utilidade pública, com cerca de 80 anos de história, foi hoje notificada da decisão proferida pelo Tribunal de Santa Maria da Feira que a condenou injustamente pela prática de crimes de corrupção activa, numa pena de multa de 112.500 euros, bem assim na sanção acessória de suspensão de participação em competição desportiva pelo período de 1 ano.

O Moreirense Futebol Clube afirma e reitera perante todos os seus sócios, adeptos e simpatizantes que não ordenou, não autorizou, não consentiu ou sequer deu o seu beneplácito para que em seu nome, ou no seu interesse fosse praticado qualquer acto corruptivo, que aliás, abomina.

O Moreirense Futebol Clube lutará até ao limite das suas capacidades para demonstrar essa sua inocência, deixando desde já a certeza que reagirá em sede de recurso contra esta inusitada decisão.

Por fim, o Moreirense Futebol Clube informa que a Moreirense Futebol Clube - Futebol, SAD não é nem nunca foi arguida nos autos, não tendo sido alvo de qualquer condenação ou sanção, pelo que a sua participação nos campeonatos profissionais não está em causa.

A participação desportiva do Moreirense Futebol Clube, que muito honra o clube, cinge-se a competições amadoras organizadas sob a égide da Associação de Futebol de Braga e da Federação Portuguesa Futebol, no âmbito das camadas jovens".