"Não imaginava que o Moreirense chegaria a este ponto, mas o futebol tem as suas surpresas"

.

 foto LUSA

Pires, avançado que em janeiro trocou Moreira de Cónegos pela Ucrânia, ficou admirado pela presença no play-off. O atacante brasileiro enaltece o talento e personalidade dos seus ex-companheiros e acrescenta que, com maior ou menor dificuldade, vão conseguir anular a desvantagem.

Pires confia na capacidade dos seus ex-companheiros para anular a desvantagem de dois golos do play-off. O avançado brasileiro, que em janeiro trocou o Moreirense pelo Dnipro, da Ucrânia - e, em virtude da guerra, foi emprestado ao Den Haag, da II Liga neerlandesa -, reconhece as dificuldades mas aposta na reviravolta.

"Não vai ser fácil reverter a desvantagem, mas os jogadores do Moreirense têm qualidade e caráter e acredito que o vão conseguir a reviravolta. Estou a torcer por eles, como se ainda fizesse parte do grupo", frisou o atacante, que continua a acompanhar as incidências do futebol português.

Pires, utilizado nas primeiras 19 jornadas, 13 como titular, ficou surpreendido com a classificação dos cónegos. "Não imaginava que chegaria a este ponto, mas, infelizmente, o futebol tem as suas surpresas e o Moreirense caiu nesta situação, que não é boa para ninguém. Mas, repito, acredito que até ao final, até ao último minuto, vão conseguir salvar-se", frisou a O JOGO.

Entretanto, Mirallas e Yan já estão a trabalhar o plantel e aumentam as alternativas atacantes para jogo com o Chaves, em que só com golos os cónegos podem aspirar à permanência, depois da derrota, por 2-0, no primeiro jogo. O lateral-esquerdo Frimpong, operado ao menisco do joelho direito, é o único indisponível. O jogo está a ser preparado com foco total e as expectativas apontam para que o onze não ande muito distante do que iniciou a primeira mão.