"Não sinto nada, porque eu vivo do presente. Dou parabéns ao que foi feito"

"Não sinto nada, porque eu vivo do presente. Dou parabéns ao que foi feito"

Vítor Campelos, treinador do Moreirense, considerou justa a vitória sobre o Portimonense na abertura da quarta jornada da I Liga

Sobre o jogo: "O essencial é os três pontos. O Portimonense até podia ter marcado, mas tivemos mais oportunidades de golo. Podíamos ter feito mais um golo se tivéssemos mais discernimento. Estou satisfeito. Defrontámos um plantel muito forte e sabíamos que ia ser muito difícil e estamos muito felizes, porque conseguimos uma vitória muito importante."

Sobre o Moreirense: "Temos de ver a equipa como um todo. Temos sido muito organizados. O futebol de alta competição é detalhe e rigor e os jogadores têm percebido isso. Esta vitória é dedicada aos jogadores e aos adeptos, que mesmo numa sexta-feira estiveram cá a apoiar."

As comparações: "Relativamente à época passada não sinto nada, porque eu vivo do presente. Dou parabéns ao que foi feito, mas estou focado no meu trabalho. Sabemos qual é o nosso objetivo, estamos felizes, mas temos de ter os pés bem assentes na terra. Temos de trabalhar da mesma forma e sem embandeirar em arco. Temos um longo percurso pela frente."