Tsigalko, o ídolo do Championship Manager que passou pelo Marítimo

Tsigalko, o ídolo do Championship Manager que passou pelo Marítimo

No verão de 2004, o avançado foi observado por Manuel Cajuda, então treinador do Marítimo

O antigo avançado Maxim Tsigalko morreu esta sexta-feira aos 37 anos, anunciou o Dínamo Minsk, equipa bielorrussa na qual atuou entre 2001 e 2004.

O ex-futebolista acabou a carreira em 2008 e chegou a afirmar que a popularidade que teve por um simulador virtual pesou na dificuldade em desenvolver o potencial. O dianteiro tornou-se conhecido devido ao videojogo "Championship Manager 2001/02", no qual era considerado um dos jogadores mais promissores, um verdadeiro achado por ser barato e desconhecido, mas com estatísticas de avançado de topo mundial.

Ora, Portugal fez parte do percurso de Tsigalko. No verão de 2004, o avançado foi observado por Manuel Cajuda, então treinador do Marítimo, durante uma digressão a Inglaterra.

Na altura, tratava-se de um jogador bem referenciado e que estivera na seleção Sub-21 de Bielorrússia no Europeu desse ano. A verdade é que a sorte nada quis com Tsigalko que sofreu uma lesão ligamentar logo no primeiro treino na equipa da Madeira.