"Temos de estar focados porque os clubes ditos grandes vão querer começar fortes"

"Temos de estar focados porque os clubes ditos grandes vão querer começar fortes"

Treinador do Marítimo quer "presença forte" contra o Sporting.

O treinador do Marítimo, Nuno Manta, disse este sábado que pretende uma entrada forte na I Liga portuguesa e conquistar pontos na receção ao Sporting, no domingo, em partida da primeira jornada.

Com ambas as equipas a se prepararem para o segundo jogo oficial da época 2019/20, após terem vivido estreias opostas, já que o Marítimo venceu o Leixões (2-1), para a Taça da Liga, e o Sporting foi goleado (5-0) pelo rival Benfica, para a Supertaça, o técnico espera muita vontade tanto dos madeirenses como dos lisboetas.

"Agora, começa o campeonato, que é ainda mais importante entrarmos bem, a conquistar pontos e a marcar a nossa presença como equipa forte, principalmente em casa, sabendo que o adversário vai-nos obrigar a isso. O Sporting, independentemente do que aconteceu, só perdeu um jogo e vai querer entrar a ganhar, para conseguir o objetivo deles", salientou, na conferência de imprensa de antevisão do jogo nos Barreiros.

Os resultados obtidos na pré-temporada "não valem pontos" e Nuno Manta reconhece-os como sendo "passado", preferindo falar sobre o campeonato e as metas que 18 clubes ambicionam ao longo das 34 jornadas.

"Temos de estar focados na primeira jornada, porque sabemos que todos os adversários vão querer conquistar pontos e os clubes ditos grandes vão querer começar fortes para serem campeões. Nós temos de fazer os nossos pontos", comentou, recordando que o Marítimo procura a manutenção o mais rápido possível, somar o maior número de pontos e, se possível, entrar na luta por um lugar de acesso às competições europeias.

Em relação ao Sporting, a importância de Bruno Fernandes foi questionada, a saber se os insulares preparam alguma atenção especial, mas o técnico verde rubro respondeu que o conjunto de Alvalade "vale pelo seu todo" e que o plantel leonino tem muita qualidade e que alguns jogadores "nem sequer vêm à Madeira".

A verdadeira dor de cabeça de Nuno Manta está na equipa do Marítimo e em escolher os nomes que vão a jogo, deixando muitos elogios aos seus pupilos.

"A minha maior preocupação neste momento é fazer uma convocatória devido ao empenhamento de todos [os jogadores] e é difícil, dentro de 28, à exceção do Bebeto e do Douglas Grolli, que estão com problemas físicos, escolher 18 para o jogo e, depois, escolher o 'onze'. Agradeço a todos os atletas, que têm sido fantásticos e têm tido uma atitude muito grande", referiu.

Com sete reforços contratados até ao momento, fica a dúvida se o plantel vai sofrer mais alterações, o que Nuno Manta considera possível, mas as equipas B e sub-23 maritimistas foram lembradas, dizendo que é preciso estar atento e "olhar internamente" porque existe um "lote grande de atletas com qualidade".

O Marítimo recebe o Sporting no domingo, nos Barreiros, com o apito inicial marcado para as 18h30.