"O bom ou mau momento dos grandes ofusca trabalhos de grande qualidade"

"O bom ou mau momento dos grandes ofusca trabalhos de grande qualidade"
Ana Luísa Magalhães

Tópicos

José Gomes, treinador do Marítimo, fez a antevisão da visita ao Boavista, marcada para esta quarta-feira

José Gomes, treinador do Marítimo, elogiou o Boavista e enalteceu o "sentido de responsabilidade" dos jogadores. Pelo meio, também comentou as diversas mudanças em comandos técnicos que têm acontecido nas últimas semanas no campeonato português

O que dizem duas vitórias consecutivas: "Foram seis pontos extraordinários e fundamentais para atingir o objetivo pretendido, foi importante para dar confiança ao nosso processo, diz que há uma entrega total por parte dos nossos jogadores, uma comunhão de interesses muito vincada, todos dão ao máximo. Estes resultados são o espelho desse trabalho."

Boavista: "O Boavista apresentou muita qualidade de jogo e métodos de ataque diferentes, sem perda de organização defensiva. Muito bem a sair a jogar e controlar o jogo em zonas interiores. Muitas vezes o bom ou mau momento dos grandes acaba por ofuscar o trabalho de grande qualidade que é feito noutros clubes, e o Boavista apresenta uma qualidade de jogo muito interessante. Incluiria também o Rio Ave nesse grupo."

Sem relaxar: "O sentido de responsabilidade dos jogadores deixou claro o que todos queremos. A segunda vitória seguida pela primeira vez esta época não pode conduzir a um esvaziamento. Queremos mais pontos. Enquanto matematicamente não tivermos a permanência garantida não podemos relaxar. E quando tivermos queremos continuar."

Mudanças de treinadores: Há coisas que tendo dados são difíceis de explicar, e sem dados são impossíveis de explicar. Normalmente é um erro de nascença. Devemos pensar: o queremos para o nosso clube? Como queremos jogar? Qual é a exigência dos nossos adeptos? Quais são os objetivos? Depois de estar tudo isto definido, quais são os treinadores com capacidade e competência para poderem lutar por aquilo que nós queremos? E a partir selecionar os treinadores com essas competências. E às vezes as coisas não assim, já nascem mal e isso explica várias mudanças. Mas só as pessoas que tomaram essas decisões podem explicar. Temos de estar focados no jogo de amanhã."