Loja do Marítimo vandalizada dois dias após a eleição de Rui Fontes

Loja do Marítimo vandalizada dois dias após a eleição de Rui Fontes

Vidro foi partido com uma pedra.

A loja do Marítimo, localizada na baixa do Funchal, foi este domingo vandalizada, dois dias após a eleição de Rui Fontes para a presidência do clube.

"Fomos avisados por volta das 06:00 pelo vigilante de serviço, que deu a indicação de que a loja tinha sido vandalizada", contou à Lusa fonte do clube verde rubro, referindo que "o vidro foi partido com uma pedra, mas não tiraram nada".

Segundo a mesma fonte, a Polícia de Segurança Pública (PSP) "foi mobilizada de imediato" para o estabelecimento comercial, que fica localizado no Almirante Reis. "Neste momento estão pessoas do clube junto à loja e daqui a pouco chega um agente da PSP para manter a segurança do espaço até amanhã [segunda-feira]", frisou.

Rui Fontes, de 68 anos, que presidiu o emblema insular de 1988 a 1997, venceu na sexta-feira as eleições para a presidência do Marítimo, com 65% dos votos (17.629), batendo Carlos Pereira, presidente nos últimos 24 anos, que conseguiu 35% (9.464).