Perdeu um voo, foi expulso do treino e está proibido de entrar nas instalações do Marítimo

Perdeu um voo, foi expulso do treino e está proibido de entrar nas instalações do Marítimo
Carolina Rodrigues

Tópicos

Ricardo Valente está a contas com um processo disciplinar.

O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, anunciou que abriu um processo disciplinar a Ricardo Valente, por alegado mau comportamento, que levou à expulsão do atleta no treino à porta fechada, realizado na passada quarta-feira, no Estádio do Marítimo. Após isso, o extremo falhou a derradeira sessão de trabalho que antecedeu o jogo com o Chaves e, consequentemente, foi uma das ausências na lista de convocados para a receção aos flavienses. Para além disso, Ricardo Valente foi um dos quatro atletas, que na deslocação a Vila do Conde, referente à segunda jornada da liga, perdeu o voo que trazia todo plantel madeirense de regresso ao Funchal, o que na altura valeu-lhe uma multa por parte do clube. Agora, nesta fase inicial do processo, está suspenso de toda a atividade e proibido de frequentar as instalações do emblema insular, enquanto aguarda pela receção da nota de culpa.

No final do treino de ontem, o extremo Barrera, falou à Imprensa e revelou estar feliz pela sua estreia goleadora: "Aproveitei bem a oportunidade. Estou muito contente por mim e pela equipa."