Ex-jogador do Marítimo diz-se abandonado pelo clube: "Foi vergonhoso"

Ex-jogador do Marítimo diz-se abandonado pelo clube: "Foi vergonhoso"
Carolina Rodrigues

Tópicos

Defesa-esquerdo Rúben Ferreira não poupa nas críticas à SAD dos Barreiros, pela qual garante ter sido "abandonado", após a recuperação a uma grave lesão no tendão de Aquiles.

Rúben Ferreira sente-se abandonado pelo Marítimo. Em exclusivo a O JOGO, o lateral-esquerdo, 31 anos, deixou duras críticas ao clube pela forma como foi tratado após a recuperação da grave lesão no tendão de Aquiles que sofreu aquando da visita ao Estádio do Dragão, na época transata.

"Foi vergonhoso. Um jogador que quando está ao serviço do clube dá tudo o que tem, ainda para mais sendo um jogador da casa... e o Marítimo tratar como tratou, é mesmo muito mau", lamentou. "Não pensava passar por isto, porque não é fácil, quando um atleta se lesiona ao serviço do clube e o clube coloca-o de parte. Nunca ouvi falar de um atleta que se tenha magoado e tenha sido abandonado pelo clube, porque foi isso que o Marítimo fez", reiterou.

Atualmente sem clube, Rúben Ferreira espera por novos desafios na carreira. "Voltar ao Marítimo será difícil, porque já vi que quem manda não teve essa abertura inicialmente, por isso, também não creio que agora vá ter. Acredito que esta fase é passageira e irei seguir o meu caminho, porque o meu percurso não termina aqui, ainda sou muito novo", afirmou, e fez saber que não fecha as portas ao rival Nacional. "Sou profissional e não posso colocar essa hipótese de lado. Se me derem essa chance, irei certamente aceitar", sublinhou.

Mesmo afastado dos relvados, o lateral que somou cerca de 180 jogos pelo Marítimo, não deixa de acompanhar o plantel que representou nas duas últimas temporadas - num total de 12.

Carlos Pereira, presidente do Marítimo, contrariou as acusações feitas por Rúben Ferreira, assegurando que todo o processo decorreu de forma natural.