Ex-jogador do Marítimo admite: "O Caldeirão perdeu a mística"

Ex-jogador do Marítimo admite: "O Caldeirão perdeu a mística"
Marco Freitas

Tópicos

O Marítimo está a realizar o pior arranque de sempre das 40 participações na I Liga. Jokanovic era jogador dessa equipa e recordou esse começo em falso.

Com zero pontos à sexta jornada, o Marítimo está a realizar o pior arranque de sempre das 40 participações na I Liga. Em 1998/1999, o início de época também não foi famoso. Jokanovic era jogador dessa equipa e recordou esse começo em falso, com dois pontos somados à sexta jornada.

A união da equipa foi um fator-chave. "Tínhamos muita qualidade. Sabíamos disso e não percebíamos o que estava a acontecer, mas, depois, houve união muito forte, lutámos muito e começámos a vencer", apontando também a qualidade daquela equipa em comparação com a equipa de hoje. "Tínhamos jogadores como o Alex, o Zeca, o Bruno e o Carlos Jorge. Não era fácil ganharem-nos no Caldeirão."

Contudo, Jokanovic não iliba os adeptos. "Também têm responsabilidade. Hoje em dia, há poucos a apoiar a equipa. Não pode ser assim, têm de encher o estádio. Contra o Gil Vicente, parecia um Marítimo-Camacha. No nosso tempo não era assim. O Caldeirão enchia, tinha um ambiente maravilhoso e já entrávamos a ganhar 1-0. Hoje em dia, o Caldeirão perdeu a mística", critica.

A rematar, deixa uma recomendação para os próximos jogos. "A partir do Benfica, todos são finais. Têm de ganhar ao Casa Pia. Há agora uma paragem das seleções e vai dar para o treinador trabalhar a equipa melhor".