"No golo lembrei-me de Vítor Oliveira e de amigos meus da Chapecoense"

"No golo lembrei-me de Vítor Oliveira e de amigos meus da Chapecoense"

Lourency recordou-se do antigo técnico no golo ao Rio Ave, na oitava jornada da I Liga

Lourency, do Gil Vicente, disse esta terça-feiea ter-se lembrado do seu antigo treinador Vítor Oliveira, que morreu no sábado, aos 67 anos, quando marcou o 2-0 frente ao Rio Ave, para I Liga, no domingo.

O extremo brasileiro confessou, em declarações aos meios do clube, que o tento, marcado aos 90+5 minutos, decidindo o jogo da oitava jornada, lhe despertou "muitas emoções", quer pela memória do técnico que o orientou na época passada, quer pelas recordações dos amigos falecidos no acidente aéreo que vitimou a equipa brasileira da Chapecoense e outros tripulantes - 71 pessoas, no total -, em 29 de novembro de 2016, na Colômbia.

"No momento do golo, lembrei-me do "mister', como também de alguns amigos meus que se foram no acidente da Chapecoense. Foi um momento de muito sentimento e de muitas emoções. Fico feliz por ter feito o golo, mas também triste pela perda do "mister'. Foi uma notícia muito chocante, principalmente para quem trabalhou com ele. Fica a minha homenagem para ele", disse o atleta, que esteve vinculado ao clube brasileiro entre 2015 e 2019.

Lourency marcou o primeiro golo da temporada num remate de fora da área, em arco, ao ângulo superior direito, num lance em que foi "muito rápido" a decidir, após ter-se apercebido de que o guarda-redes da turma de Vila do Conde, Kieszek, estava "adiantado".

Com o tento de domingo, o atacante contratado pelos minhotos no verão de 2019 já marcou cinco golos em partidas oficiais no Estádio Cidade de Barcelos, sempre no sentido da bancada norte, numa baliza que admitiu ser "especial".

Esse remate certeiro também ajudou o Gil Vicente, 11.º classificado, com oito pontos, a regressar às vitórias, praticamente dois meses depois da anterior - 1-0 sobre o Portimonense, na segunda jornada -, com o atleta a referir que está "feliz e motivado" para repetir o feito.

"Isto [o golo] traz-me uma energia muito boa. A questão individual é importante, porque eu sei o que posso dar à equipa. Os meus companheiros confiam em mim. Isso deixa-me feliz e motivado para tentar partidas iguais a esta", reconheceu.

Lourency considerou ainda que o treinador Ricardo Soares, contratado para o lugar de Rui Almeida em meados de novembro, é um "grande motivador" e frisou que os "galos' querem continuar "o que fizeram de bom" perante o Rio Ave e corrigir o "que está errado" para tentarem vencer no campo do Moreirense, às 15:30 de sábado, para a nona jornada.

"Que no próximo jogo, consigamos estar melhores do que frente ao Rio Ave. Costumo dizer que o próximo jogo é sempre o mais importante. Estamos 100% focados no Moreirense, para conseguirmos os três pontos", disse.

O jogador referiu ainda que joga para "dar alegrias" aos adeptos gilistas e à direção do clube, como forma de agradecer o contributo para a "maneira absurda" como tem crescido desde a chegada a Portugal, quer "futebolisticamente", quer na "vida pessoal".