Ivo Vieira e as contas da eliminatória: "Vai ser muito difícil inverter..."

Ivo Vieira e as contas da eliminatória: "Vai ser muito difícil inverter..."

Declarações de Ivo Vieira, treinador do Gil Vicente, após a goleada (4-0) sofrida em casa do AZ Alkmaar, na primeira mão do play-off de acesso à Conference League.

Análise e perspetivas: "Sabíamos que ia ser difícil, contra uma equipa muito forte em sua casa, mas, resumidamente, fizemos uma primeira parte razoável para bom. Discutimos o jogo, obviamente sentindo que podíamos fazer mais. Na segunda parte, estivemos muito aquém do que fizemos na primeira. Essa foi a razão de um resultado tão dilatado. Julgo que, mesmo que consciente da equipa contra quem jogámos ter muita valia, foi por demérito que na segunda parte se fez este resultado. Em relação ao play-off, fica muito mais difícil com um resultado desta dimensão."

E agora? "Agora é trabalhar para segunda-feira, temos um jogo fundamental. Estamos a analisar este jogo que não nos correu bem a nível de resultado. A performance da equipa na primeira parte foi boa, na segunda nem tanto. Assumo a responsabilidade do resultado em si, mas temos de virar baterias para a competição mãe, que é o campeonato. Só depois disso vamos preparar este jogo e encontrar um espaço para discutir esse jogo, mas conscientes que vai ser muito difícil inverter. Temos objetivos além desta competição. Queríamos fazer mais e melhor, não foi possível. Temos de dar mérito ao adversário, mas houve demérito nosso."

Diferença: "A intensidade do jogo do adversário foi superior quase do início ao fim. Foi pressionante, criou dificuldades. Tem qualidade e obrigou-nos a cometer erros. Sobretudo na fase intermédia. Na primeira fase resolvemos bem. Na zona média perdemos muita bola e não chegámos com a bola limpa. A espaços aconteceu, mas não foi de forma constante. A parte inicial sentia que podia ser sufoco maior, foi ao contrário. Não se guardaram para o fim, nós ficámos aquém."

Gestão: "É uma questão de dar oportunidade a alguns atletas. Estamos numa sequência de jogos, como disse para trás. Não me vou refugiar, isto é muito bom. Qualquer treinador que ande neste nível quer jogar ao fim de semana e na Conference League. Agora, há acumular de jogos. Segunda-feira já temos outro, quase dois dias para outro jogo. É quase só recuperar, temos de fazer gestão. Não é possível no mês de agosto fazer oito jogos e serem sempre os mesmos a poder jogar. Por isso, as alterações. Há jogadores de valia, precisam de espaço na equipa. Preciso de perceber o que são em jogo."