Guarda-redes Wellington Luís termina contrato e abandona Gil Vicente

Guarda-redes Wellington Luís termina contrato e abandona Gil Vicente
Redação com Lusa

Tópicos

O guardião, de 25 anos, jogou duas vezes para a Taça da Liga e foi um dos quatro elementos que sobraram da estrutura de transição montada pelos minhotos em 2018/19

O guarda-redes brasileiro Wellington Luís abandonou o Gil Vicente, terminando uma ligação de duas temporadas à formação de Barcelos, confirmou esta quarta-feira à Lusa fonte do clube que alinha na I Liga.

O guardião, de 25 anos, jogou duas vezes para a Taça da Liga e foi um dos quatro elementos que sobraram da estrutura de transição montada pelos minhotos em 2018/19, temporada em que competiram, sem contar para a classificação, no Campeonato de Portugal, antecedendo o regresso administrativo ao escalão principal, após o "caso Mateus".

Com formação repartida entre os brasileiros do Internacional e do Novo Hamburgo, Wellington Luís assinou pelo Marítimo em 2014, evoluindo ao serviço da equipa B dos insulares, antes de transitar para o Salgueiros, há três anos.

Ainda sem reforços anunciados para 2020/21, os "galos" já tinham confirmado o fim dos empréstimos do guarda-redes Bruno Diniz, do defesa Arthur Henrique, do médio Bozhidar Kraev e dos avançados Sandro Lima, Yves Baraye e Zakaria Naidji.

O Gil Vicente oficializou na segunda-feira Rui Almeida como sucessor de Vítor Oliveira, que conduziu os "galos" a uma campanha tranquila na I Liga em 2019/20, culminada na 10.ª posição, com 43 pontos, 10 acima da zona de despromoção.