Conhecido o provável sucessor de Vítor Oliveira no Gil Vicente

Conhecido o provável sucessor de Vítor Oliveira no Gil Vicente

Vítor Oliveira anunciou que deixa o clube no fim da época, alegando que os gilistas já contrataram outro técnico. Rui Almeida é o nome de quem se fala em Barcelos para 2020/21.

Vítor Oliveira está de saída do comando técnico do Gil Vicente, revelou o próprio, na terça-feira, na conferência de Imprensa de antevisão ao jogo com o Sporting. "A minha próxima época diz-me respeito a mim, neste momento. Como sabem vou sair do Gil Vicente, que já tem treinador. Como não pode ter dois, vou sair. Para onde vou, ainda não defini", afirmou o técnico, de 66 anos, que chegou ao Gil Vicente no início da época.

O senhor que se seguirá será Rui Almeida e a confirmar-se esta contratação, o técnico de 50 anos regressará, assim, a Portugal, depois de seis épocas no estrangeiro. Neste momento está sem clube. Lá fora, Rui Almeida foi treinador-adjunto do Zamalek (Egito), antes de rumar a França, onde foi técnico principal de Red Star, Bastia, Troyes e, mais recentemente, Caen, onde fez apenas dez jogos. Em Portugal, a última experiência foi como treinador-adjunto do Sporting (2012/13) e do Braga (2013/14). "Já foi publicado o novo treinador. Não sabem da saída? Não me parece ser possível ter dois treinadores, o bom senso leva a essa conclusão", atirou, ainda, Vítor Oliveira.

Em maio, quando surgiram os primeiros rumores da chegada de Rui Almeida, o Gil Vicente não os negou, disse apenas, em comunicado, que o timing não era o certo e que as notícias eram "de mau gosto e inoportunas".

Antes, a 9 de abril, Tiago Lenho, diretor desportivo, assumira a intenção de renovar o vínculo com o técnico. E todo este desenrolar de acontecimentos não terá agradado a Vítor Oliveira, até porque terão contribuído para a "desconcentração" que o treinador viu à equipa nos últimos jogos em que participou.