"Tempo veio dar razão a Jorge Jesus. Algumas pessoas diziam que não fazia sentido..."

Ricardo Soares, treinador do Gil Vicente

 foto LUSA

Ricardo Soares fez a antevisão do jogo entre Gil Vicente e Benfica, marcado para as 18h00 de sábado, no Estádio da Luz.

O treinador do Gil Vicente considera que o Benfica atravessa a sua melhor fase, mas frisou a ambição de trazer pontos do Estádio da Luz, no sábado, na 27.ª jornada da Liga NOS.

"Espero um jogo difícil, diante de uma equipa que dispensa apresentações e que, provavelmente, está no seu melhor. Mas nós também estamos no nosso melhor e vamos ao Estádio da Luz claramente com a intenção de conquistar alguma coisa, fazer um bom jogo e trazer pontos de lá", disse Ricardo Soares na conferência de imprensa de antevisão.

A derrota caseira da última jornada (2-1 com o Moreirense) pôs fim a um ciclo de três vitórias consecutivas dos minhotos, mas Ricardo Soares considerou que foi um jogo que "não traduziu" a evolução da equipa nas partidas anteriores.

"A equipa está bem, sinto-a confiante, confiança que há uns tempos não tinha, a equipa cresceu, está mais madura e segura de si própria e ciente das dificuldades que vai ter até ao fim", afirmou.

Para o técnico da equipa de Barcelos, o Benfica, que vai com seis jogos seguidos a vencer no campeonato, todos sem sofrer golos, "está a ter o retorno do investimento que fez".

"O Jorge Jesus disse há uns tempos que a equipa não rendia por causa de um conjunto de incidências [covid-19] que a enfraqueceram. Algumas pessoas pensavam que essa observação não fazia sentido, mas o tempo veio dar-lhe razão. Nós passámos por uma situação parecida que atrasou a evolução da equipa", lembrou.

Questionado sobre se considera o Benfica a melhor equipa do campeonato neste momento, o treinador gilista notou ser "uma pergunta difícil" de responder.

"O que é a melhor? A que joga melhor em posse de bola, ou a que sai melhor em transições? É uma questão de gosto. O que sei é que o Benfica é uma equipa extremamente forte neste momento, como outras, uma das melhores equipas tendo em conta a qualidade defensiva e agressividade ofensiva", disse.

Contudo, para Ricardo Soares, se "o Benfica está mais capaz, a defender e atacar com mais qualidade, o Gil Vicente também defende e ataca melhor".

"Vamos ao Estádio da Luz discutir o resultado e queremos ter a capacidade e coragem de impor o nosso jogo em vários momentos", reforçou.

O treinador admitiu ainda que "é claramente mais fácil jogar contra o Benfica com o estádio vazio", lembrando ter já defrontado as "águias' na Luz diante de 64 mil espetadores.

"Mas gostaria que o estádio estivesse cheio, mesmo sabendo que isso seria uma vantagem para o nosso opositor, porque o futebol sem público faz pouco sentido", acrescentou.

Ricardo Soares deixou ainda elogios a Seferovic, melhor marcador do campeonato a par do sportinguista Pedro Gonçalves, com 16 golos.

"É um excelente jogador, um goleador, naquela zona do terreno é muito eficaz. Sai muito da marcação, faz um excelente apoio frontal e também ataca bem a profundidade. Tem uma perceção muito boa do jogo o que faz dele um jogador diferenciado", disse.

O treinador considera também que "30 pontos não chegam" para garantir a manutenção.

"Isso está fora de questão. [Vão ser necessários] Nunca menos de 34 pontos e, mesmo assim, podem não chegar. O campeonato está muito competitivo para as equipas que estão lá em baixo e que lutam pela manutenção, como o Gil Vicente. Ao contrário de outros anos, em que havia uma equipa que ficava para trás e dava pontos a toda a gente, essa equipa, este ano, não existe", notou.

Lucas Mineiro falhou o jogo com os cónegos, mas está apto para defrontar os encarnados e Ricardo Soares considera que as notícias que o colocaram na rota do Benfica há umas semanas não vão perturbar o médio brasileiro.

"Conheço-o há muito tempo, além de um excelente jogador, claramente para outra dimensão, é um homem extremamente equilibrado e de grande caráter", disse.

Ricardo Soares abordou ainda a semana de trabalho de Ygor Nogueira, que esteve em evidência, pela negativa, no último jogo ao cometer uma grande penalidade e ao fazer um autogolo.

"Confiamos no Nogueira, é um excelente profissional e um excelente jogador, para um nível diferente, um jovem com grande potencial. Mas quem perdeu foi o Gil Vicente, a responsabilidade é minha, eu é que ponho a jogar e que os treino", concluiu.