Jorge Costa e o "tempo curto" do Farense: "São sete jogos no espaço de menos de um mês"

Jorge Costa e o "tempo curto" do Farense: "São sete jogos no espaço de menos de um mês"
Redação com Lusa

Tópicos

Algarvios defrontam Paços de Ferreira esta terça-feira, procurando fugir aos lugares de despromoção até ao fim do campeonato

O treinador do Farense, penúltimo classificado na I Liga, disse, véspera da deslocação a Paços de Ferreira, que a sua equipa tem de continuar a acreditar na manutenção, apesar de o tempo ser "curto".

"Acima de tudo, temos de fazer com que os jogadores acreditem que este é o caminho. Claro que é muito mais fácil acreditar e crescer sobre vitórias do que sobre derrotas, mas neste momento também não há outra forma de fazer as coisas", afirmou Jorge Costa, na antevisão à partida de abertura da 28.ª jornada da prova.

Com sete jornadas pela frente, os algarvios distam cinco pontos da última vaga de manutenção na I Liga (15.º lugar).

"O tempo é curto, vamos iniciar agora uma série de sete jogos no espaço de menos de um mês e temos de unir os jogadores mais ainda do que já estamos e acreditar que este é caminho que nos vai levar ao sucesso", reforçou o técnico do Farense.

Jorge Costa admite que o seu discurso tem sido "quase repetitivo", mas não o muda: "Acho que temos vindo a fazer coisas muito positivas. Temos jogado com todas as equipas olhos nos olhos e temos sido superiores em alguns jogos."

O treinador do Farense, que soma três derrotas consecutivas, acrescentou que alguns dos resultados menos positivos são "também devido a decisões menos acertadas das equipas de arbitragem".

"Espero que, no resto que ainda falta do campeonato, nestas sete jornadas, possamos ganhar, perder ou empatar por competência ou por incompetência da nossa parte", afirmou.

Questionado sobre se a luta pelo 16.º lugar, que está a dois pontos e garante um "play-off" com o terceiro classificado da II Liga, será neste momento o cenário mais plausível, Jorge Costa ressalvou que "todos os cenários são possíveis".

"Faltam 21 pontos. Recusamo-nos a lutar só pelo lugar do "play-off". No final, se tiver de ser, assim será. Mas enquanto matematicamente for possível - e, honestamente, vendo aquilo que temos vindo a fazer -, não diria que vamos ganhar os 21 pontos, porque seria um cenário perfeito, mas difícil, mas vamos lutar até à exaustão pelos 21 pontos", referiu Jorge Costa.

Em relação ao Paços de Ferreira, o técnico dos algarvios apontou que se trata de "um campo tradicionalmente difícil, uma equipa que trabalha junta há algum tempo e um treinador [Pepa] que tem feito coisas extraordinárias".

O Paços de Ferreira, quinto classificado, com 44 pontos, recebe na terça-feira o Farense, 17.º com 22, em jogo marcado para o Estádio Capital do Móvel, às 20.00, com arbitragem de Manuel Mota (Braga).