"O Famalicão é um clube muito exigente, mas não olho para o passado"

"O Famalicão é um clube muito exigente, mas não olho para o passado"

Declarações de Rui Pedro Silva, treinador do Famalicão, na antevisão ao encontro com o Paços de Ferreira, marcado para as 18h30 de domingo.

Jogo com o Paços de Ferreira: "Vamos ter um Famalicão preparado. Queremos dar continuidade aos bons resultados e queremos manter a senda de vitórias. Queremos dar continuidade ao nosso projeto. O fator descanso é sempre decisivo para os jogadores. Foi ingrata a paragem para os jogadores devido ao surto de covid-19, porque, depois de uma semana de trabalho, tivemos três jogos seguidos. Humanamente é difícil, mas temos de estar sempre preparados para o jogo".

Acima da zona de descida no fecho da primeira volta: "O mais importante foi termos conquistado os três pontos [diante do Belenenses]. Foi a nossa primeira vitória em casa".

Equipa diferente? "Contamos com toda a gente que está a trabalhar. Confiamos em toda a estrutura. Todos os jogadores estão disponíveis para jogo. É uma equipa que coloca muita exigência em campo, pelo que os jogadores ainda não estão satisfeitos. A cada dia, queremos fazer mais".

Mudanças: "Em equipa que ganha, não se mexe. Disse bem, não me refiro ao onze, refiro-me à equipa. Somos uma equipa, estamos juntos. Vai ser sempre esse o conceito até ao fim".

Diferenças no adversário, agora sob o comando de César Peixoto: "Só analisámos o Paços de Ferreira mais recente. Vem de resultados muito positivos, vem do melhor momento da época. Contamos com um Paços muito forte".

As exigências do clube: "Não olho para o que se passou no passado. O Famalicão é um clube muito exigente, com adeptos muito apaixonados. Queremos sempre a melhor classificação possível. Olhando para o futuro, vai manter-se a exigência elevada, queremos estabilizar e dar seguimento ao projeto do clube".