João Pedro Sousa: "Caso de Diogo Queirós deixa-me desconfortável"

Diogo Queirós

 foto Miguel Pereira/Global Imagens

O jogador conta apenas com utilização num encontro da Taça da Liga, esteve no banco esta segunda-feira, mas não foi chamado ao plano de ação do Famalicão-Casa Pia.

João Pedro Sousa abordou a falta de utilização do central Diogo Queirós que era apontado há uns anos como um dos centrais mais promissores em Portugal, quando capitaneava as equipas jovens do FC Porto e também brilhava nas seleções. O jogador conta apenas com utilização num encontro da Taça da Liga, esteve no banco esta segunda-feira, mas não foi chamado ao plano de ação do Famalicão-Casa Pia.

"Vou confessar que é um caso que me deixa muito desconfortável. Já falei com ele, considero-o um excelente profissional e uma excelente pessoa, custa-me muito que não tenha oportunidades. Gostava de encontrar espaço para ele, porque está sempre disponível para ajudar. Sei que está pronto a entrar e competir mas sou eu que não lhe tenho dado essa oportunidade. Temos falado mas a única justificação que lhe posso dar é o rendimento do Penetra, do Riccieli e do Mihaj. Ele perdeu espaço porque temos três centrais a jogar no onze com o Penetra adaptado, podendo fechar dentro quando é preciso", explicou João Pedro Sousa.