Sebá falha estreia a caminho da Grécia

Sebá falha estreia a caminho da Grécia
Pedro Marques Costa/Miguel Gouveia Pereira

Tópicos

Extremo está a ser negociado com o campeão Olympiacos e não deve sair por um valor muito abaixo da cláusula de rescisão, fixada nos cinco milhões de euros.

Sebá está perto de abandonar o Estoril e tornar-se o mais recente reforço do Olympiacos (Grécia), orientado pelo seu antigo treinador Marco Silva. Ao que O JOGO apurou, os dois emblemas estão a negociar a transferência do jogador e o acordo deve ficar selado nos próximos dias. O extremo, de 23 anos, que provavelmente já não será opção para a estreia na I Liga, diante do Benfica, na Luz, tem uma cláusula de rescisão fixada em cinco milhões de euros e não deve ser vendido por um valor muito abaixo disso.

Caso as negociações sejam concluídas com sucesso, Marco Silva reencontra um jogador que aprecia muito e com o qual queria contar na temporada transata, quando orientou o Sporting. Aliás, foi o treinador do Olympiacos que aconselhou ao Estoril a contratação de Sebá, no verão de 2013. Nessa época, o extremo era um dos indiscutíveis no onze, até que uma grave lesão no pé direito o obrigou a acabar prematuramente a temporada, à 19.ª jornada.

Com contrato até 2018, Sebá preparava-se para cumprir a terceira época no Estoril e, pelos jogos de preparação que realizou - apontou cinco golos -, dá indicações de estar em excelente forma. Com a camisola dos canarinhos, efetuou 75 partidas oficiais e marcou 13 golos. Antes de chegar à Amoreira, esteve uma época no FC Porto, onde jogou sobretudo na equipa B, mas foi chamado à formação principal em sete jogos, o que lhe permitiu receber a medalha de campeão nacional. A saída de Sebá pode significar um importante encaixe financeiro para o Estoril e, nomeadamente para a Traffic, empresa brasileira que detém 74,5 por cento das ações da SAD canarinha, que já anunciou que este ano vai investir menos na Amoreira.