"O Romário Baró chegou um pouco fragilizado, mental e fisicamente"

Romário Baró com Gorby

 foto Gonçalo Delgado/Global Imagens

Declarações de Bruno Pinheiro, treinador do Estoril, após a derrota (2-0) em Braga na 13ª jornada da Liga Bwin

Sobre Romário Baró: "Provavelmente não sabem, mas o Romário Baró esteve lesionado, daí nem sequer era convocado. É um jogador com uma qualidade tremenda, mas chegou um pouco fragilizado, mental e fisicamente, sofreu uma lesão em treino, e hoje apareceu em crescendo. Confesso que tenho altas expectativas para o Romário Baró esta época. Surpreendeu-me a sua humildade e o seu caráter, vir de um clube grande para um clube como o Estoril e ter que esperar a sua vez para mostrar a sua qualidade."

Podia ter sido mais ambicioso: "Se há coisa que esta equipa não tem não é falta de ambição e de caráter, não se esconde. Apanhou foi um Braga que fez 17 golos nos últimos quatro jogos em casa, o Estoril vem da II Liga, tem um orçamento baixíssimo e fez um jogo olhos nos olhos hoje. Se faltou competência? Talvez, mas não falta de caráter ou ambição."

Tempo útil: "Fiquei incomodado porque depois da expulsão do Lucas Mineiro houve muito pouco jogo, não culpabilizo os jogadores do Braga, que fizeram o seu trabalho, mas se fosse ao contrário, o Thiago Silva teria levado amarelo à primeira ocasião [em que tivesse perdido tempo] e o Matheus teve quatro lances e não apanhou, se há uma ação deliberada para perder tempo, tem que se agir.