Tiago Fernandes: "Descida do Chaves deixou-me muito triste"

Tiago Fernandes: "Descida do Chaves deixou-me muito triste"

À margem da homenagem deste sábado a Paulinho, roupeiro do Sporting, o treinador elogiou o profissionalismo e brio dos seus antigos pupilos e garantiu que não tem pressa para definir o futuro

Tiago Fernandes foi um dos homens que ocupou o banco do Chaves num ano bem aquém das expectativas e revelou este sábado ter ficado "muito triste" com a descida do emblema transmontano. "Senti-me bastante triste, não só pelos adeptos, mas pela direção e pelos jogadores, que sempre foram dignos e bons profissionais. Tentaram sempre dar a volta a uma situação adversa, mas, infelizmente, não conseguiram. Fico triste porque participei naquela etapa desportiva do Chaves, apesar de ter saído a nove jornadas do fim. Foi pena não terem conseguido por tão pouco", afirmou o treinador que deixou o Chaves em março abrindo a "porta" à entrada de José Mota, que terminou o campeonato.

Já após ter marcado um dos golos do jogo de homenagem a Paulinho, que decorreu na Cova da Piedade, Tiago Fernandes garantiu que ainda não tem o seu futuro definido. "Neste momento estou a ver algumas possibilidades. Quero dar um passo sustentado na minha carreira. Estou tranquilo e vou analisar o futuro. Gostava de continuar em Portugal, mas se tiver de emigrar tenho de estar preparado para isso", rematou.