Mais um jogador de saída do Chaves, quatro anos depois

Mais um jogador de saída do Chaves, quatro anos depois

Um dos capitães de equipa, que estava em final de contrato, realçou o "orgulho" que teve em representar o conjunto de Trás-os-Montes

O guarda-redes António Filipe revelou esta sexta-feira a saída do Chaves, depois de quatro temporadas consecutivas ao serviço do clube recém-despromovido à II Liga.

Numa nota publicada na sua página pessoal do Facebook dirigida aos "verdadeiros valentes transmontanos", o jogador de 34 anos, um dos capitães de equipa e que estava em final de contrato, realçou o "orgulho" que teve em representar o conjunto de Trás-os-Montes, mas também a "mágoa" pela descida de divisão.

"Foi um ciclo da minha vida profissional que terminou e saio com a consciência que fiz tudo para elevar o nome do clube e dignificar o símbolo que honrosamente representei", vincou o guarda-redes contratado em 2015 ao Paços de Ferreira e que era o único, do atual plantel, que em 2015/2016 ajudou o clube a regressar ao principal escalão.

O Chaves, que confirmou na terça-feira a continuidade de José Mota como treinador para a próxima temporada, divulgou esta quinta-feira a contratação de Nélson Lenho para diretor desportivo, substituindo Paulo Grencho, e já anunciou as rescisões por mútuo acordo com o lateral esquerdo Luís Martins, o médio e capitão Bressan e o médio Ghazaryan.

O Chaves viu confirmada a despromoção da I Liga, após três épocas consecutivas no principal escalão, com a derrota sofrida no domingo frente ao Tondela, por 5-2, na 34.ª e última jornada da prova.