"Nas três primeiras jornadas, fomos a equipa com melhor índice de jogo útil"

"Nas três primeiras jornadas, fomos a equipa com melhor índice de jogo útil"
Redação com Lusa

Tópicos

Declarações de Filipe Martins, treinador do Casa Pia, após a vitória em Guimarães, sobre o Vitória, por 1-0, em jogo da quarta jornada da Liga Bwin.

Justiça: "É uma vitória justa, principalmente pelo que fizemos na primeira parte. Jogámos contra um adversário que só tinha vencido em casa. Na primeira parte, fizemos o que pretendíamos: controlar o jogo com a bola e fazer com que o Vitória se sentisse desconfortável. Criámos umas três a quatro ocasiões para fazer golo."

Segundo tempo: "Na segunda parte, o jogo foi completamente distinto, devido à resposta do Vitória, natural, porque queria dar a volta ao texto, e pelas limitações do [Afonso] Taira e do [Ângelo] Neto, que tiveram uma semana com muitas limitações e desapareceram do ritmo do jogo. Isso permitiu que o Vitória aparecesse em zonas não tão exploradas na primeira parte. Na segunda parte, soubemos sofrer. Esperava sair para a transição com mais alguma qualidade."

Evolução: "Tenho gostado de ver a equipa crescer de jornada para jornada. Isso tem-se revelado nas vitórias. Isso é o que que me deixa mais satisfeito, aliado aos pontos. Na primeira jornada, demonstrámos solidez defensiva, mas só tivemos duas oportunidades de golo. Contra o Benfica, demonstrámos boa solidez, mas saímos para a transição. Com o Boavista, mantivemos a coesão defensiva, mas saímos em ataque organizado, como hoje, na primeira parte. O campeonato é uma maratona. Não podemos andar em montanhas-russas."

Perceber quando se tem de sofrer: "Se mantivermos a baliza a zeros, estamos apenas a um golo dos três pontos. Não somos uma equipa defensiva, mas percebemos quando temos de sofrer. Defendemos num bloco muito organizado. Tanto a linha de cinco defesas, como o Ricardo [Batista] fizeram um bom trabalho nesse sentido."

Tempo útil de jogo: "Nas três primeiras jornadas, fomos a equipa com melhor índice de jogo útil. Não gosto que o meu guarda-redes leve cartões amarelos [por demorar na cobrança dos pontapés de baliza], mas basta um mau posicionamento da equipa para alterarmos algo nesse sentido. Esta ideia de a Liga [Portuguesa de Futebol Profissional] premiar o tempo útil de jogo num ranking mensal é uma boa ideia."