António Salvador quer o mesmo tratamento do Belenenses-FC Porto

António Salvador quer o mesmo tratamento do Belenenses-FC Porto
Mónica Santos

Tópicos

António Salvador, presidente do Braga, queixou-se do antijogo do Paços de Ferreira no jogo que o Braga perdeu, em casa, na 14ª jornada da I Liga.

"O que vi aqui, hoje, toda a gente viu. O Conselho de Arbitragem, certamente, também viu e, a exemplo do que aconteceu na semana passada, em que veio fazer um esclarecimento sobre um lance de determinado jogo, espero que, nas próximas horas, também venham fazer um esclarecimento sobre este lance. Quanto a isso, não há muito mais a dizer. Fomos prejudicados, saímos daqui com pontos subtraídos, quando fizemos tudo para que assim não fosse.", afirmou António Salvador, presidente do Braga, depois da derrota (0-1) da equipa minhota na receção ao Paços de Ferreira.

Após a partida da 14ª jornada, o líder braguista, numa extensa declaração, criticou a arbitragem e recordou estudos sobre tempo útil na I Liga: "Não se admirem se, um dia destes, vier um estudo sobre o campeonato português na Europa e esteja na cauda da tabela em tempo útil de jogo. Isso acontece porque as nossas arbitragem permitem que isso aconteça. Permitem que se faça antijogo, durante todo o jogo, à maioria das equipas e o tempo útil não é suficiente para que as equipas possam desenvolver o seu futebol e, quando se chega ao fim, não se dá o desconto necessário. Se dessem o tempo necessário, provavelmente, as equipas não faziam o antijogo que fazem, nós tínhamos outro tipo de futebol, estávamos melhor na Europa. Portanto, penso que, um dia destes, provavelmente, vão saber de um estudo que há sobre o tempo útil na Europa e nós estamos no fundo."

Apesar da derrota, a segunda consecutiva - o Braga perdeu com os dois últimos classificados em jornadas consecutivas, Aves e Paços de Ferreira -, António Salvador deixou um voto de confiança: "Há que dizer uma coisa aos meus jogadores: tenho plena confiança neles, no treinador. Estamos tristes, mas, temos vários desafios pela frente e acredito plenamente que vamos conseguir alcançar os objetivos que nos propusemos. Portanto, tranquilidade. Percebo a tristeza dos nossos adeptos, percebo a tristeza dos nossos jogadores, do nosso treinador, de todos nós, mas, há que ter confiança e pedir aos adeptos que apoiem esta equipa, que tudo fez para ter outro resultado. Além da infelicidade, temos tido estes problemas, como o que aconteceu aqui: um lance que, como disse o nosso treinador, é um dos mais escandalosos deste campeonato. Há que virar-nos agora para quarta-feira, temos um jogo muito importante [para a Taça de Portugal] que é um dos objetivos da nossa temporada."