"Precisava de alargar os horizontes e não me arrependo deste empréstimo, valorizei-me"

"Precisava de alargar os horizontes e não me arrependo deste empréstimo, valorizei-me"

João Novais acha que valeu a pena a aventura na Turquia, ao serviço do Alanyaspor. O "próximo passo" é ainda uma incógnita

Uma época em cheio na Turquia, ao serviço do Alanyaspor, transformou João Novais num agradável problema para o Braga. Em 33 jogos disputados, somou três golos e oito assistências e ainda poderá ficar associado a um apuramento europeu se a equipa terminar o campeonato em quarto lugar (à distância de um ponto), quando falta apenas uma jornada para o fim.

"Precisava de alargar os horizontes e não me arrependo nada de ter apostado neste empréstimo, porque tenho jogado com regularidade. Valorizei-me", comentou o médio de 28 anos, garantindo desconhecer se o Alanyaspor vai acionar a opção de compra do passe, fixada em dois milhões de euros. "Não fecho a porta a nada, incluindo o Braga. Tenho contrato válido por mais uma época e o futuro treinador até pode querer o meu regresso", comentou.

Dizendo-se "recetivo" a qualquer possibilidade, Novais garante, no entanto, que "o próximo passo terá de ser muito bem pensado", especialmente se surgir a possibilidade de assinar, em definitivo, por um clube turco. "Para este empréstimo, vim sozinho. Se ficar aqui uns três anos, terá de vir a família", calculou, recordando que não alimentou grandes esperanças quando o seu nome foi apontado pela Imprensa turca ao Besiktas e Fenerbahçe. "Já me tinham avisado que isso poderia acontecer se passasse a jogar com frequência", contou.

De Carlos Carvalhal não guarda qualquer rancor. "Não alinhava de início muitas vezes, mas fazia muitos jogos com ele. O Carvalhal nem queria que eu fosse emprestado porque contava comigo. Eu é que pedi para sair. É um excelente treinador, fez duas épocas brilhantes", referiu o médio.

Vencedor da Taça da Liga e da Taça de Portugal pelo Braga, Novais acompanhou à distância o percurso da equipa nesta época e, por entre elogios a todos, destaca duas figuras. "O Ricardo Horta é fora do normal. Voltou a surpreender toda a gente. Já o David Carmo voltou muito bem, apesar de ter tido uma lesão delicada. Tem tudo para ser um central de top mundial. Vai dar um grande encaixe financeiro", comentou.