"O Benfica é mais um adversário num jogo para ganhar"

"O Benfica é mais um adversário num jogo para ganhar"
Pedro Rocha

Tópicos

David Carmo aposta num bom resultado na Luz depois do empate caseiro com o Gil Vicente.

A surpreendente travagem do Braga provocada pelo Gil Vicente, na última jornada, quando a equipa já levava oito vitórias seguidas, foi superada com a ponderação devida. David Carmo deixou essa garantia e até acredita que a equipa será capaz de se reencontrar com as vitórias na deslocação de sábado ao Estádio da Luz. "Esse empate já ficou para trás. Tivemos de analisar o que fizemos de mal, mas esta volta a ser uma semana como as outras. O Benfica é mais um adversário num jogo para ganhar. Vamos estudar bem o adversário durante esta semana, porque a nossa intenção é ganhar na Luz", assinalou o central, dizendo-se "preparado para continuar a ser titular e dar o máximo". "Só penso em ajudar a equipa", juntou.

Titular nos últimos dois jogos, o defesa de 20 anos compensou a ausência, por lesão, de Raúl Silva e não conta regressar à equipa B tão cedo. "Tem sido muito bom estar na equipa principal. Este sempre foi o meu grande objetivo desde que cheguei ao Braga. Estou a tentar aproveitar ao máximo as oportunidades que estou a ter para ajudar a equipa", testemunhou, reconhecendo que tem tirado partido do tempo em que trabalhou com Rúben Amorim na formação secundária dos bracarenses. O 3x4x3 que o sucessor de Sá Pinto implementou na equipa principal nunca foi, por isso, uma surpresa. "Desde outubro que já jogava nesta tática e os meus colegas ajudam-me também muito. Estamos todos bem entrosados com a tática do míster, o que facilita muito o nosso jogo", explicou, confirmando que o novo modelo tático se entranhou facilmente na equipa, sem qualquer tipo de estranheza.

Oriundo da formação do Braga, tal como Francisco Trincão, David Carmo confirmou ainda que a aposta nos jovens jogadores é realmente levada muito a sério, havendo sintonia de ideias em relação a esse tema entre o novo treinador e a SAD do clube. Depois de Rúben Amorim ter assumido o comando da equipa, Trincão passou a somar mais tempo de jogo e tornar-se-ia, em janeiro, na maior venda de sempre do clube, ao ser negociado para o Barcelona por 31 milhões de euros. "Foi um sinal de que o clube aposta realmente na formação. Dá todas as condições e permite aos jovens que estes acreditem num futuro risonho. Isso dá-nos ainda mais motivação para trabalhar e o que aconteceu com o Trincão é a prova clara disso. Libertaram-no, ele mostrou o que pode fazer e um clube com a grandeza do Barcelona percebeu isso, avançando para a sua contratação", comentou David Carmo. Sem esconder o desejo de futuramente também dar o salto, o central ressalvou, porém, que já representa um clube de grande dimensão. "Viu-se essa grandeza na Gala", exemplificou.