"No último dia, Frederico Varandas ligou-me a dizer que não tinha condições de pagar"

"No último dia, Frederico Varandas ligou-me a dizer que não tinha condições de pagar"
Redação

Tópicos

António Salvador falou numa entrevista à NEXT, canal de televisão do clube que transmite na internet e que inaugurou novas instalações

Depois de o Sporting ter falhado os prazos de pagamento dos 10 milhões de euros (ME) da cláusula de rescisão do técnico que contratou em março aos minhotos, e após um ultimato do Sporting de Braga, os dois clubes chegaram a um novo acordo, na semana passada, para o pagamento da dívida, que já engloba juros e penalizações.

Para António Salvador, "se havia algo que o Sporting não poderia falhar era com este negócio", porque, se "o Braga já teve os seus problemas e os seus incumprimentos" e "num negócio normal de jogadores" há disponibilidade "para conversar e analisar", neste caso "foi um treinador que o Sporting veio buscar que o Braga não queria vender e com a época em andamento".

António Salvador disse ainda "não ter dúvidas de que o Sporting vai cumprir o acordo desta vez".

"Se quisesse ser mauzinho, pedia para o Sporting não cumprir, porque isso custaria mais 1,8 ME do que aquilo que já vai custar. Mas acredito cegamente que o Sporting vai cumprir o que foi estipulado no último acordo, que só foi feito porque, no último dia, o Frederico Varandas me fez uma chamada a justificar que não tinha condições de pagar e que queria fazer um acordo com o Braga", disse.

Segundo o líder dos minhotos, "as pessoas do Sporting tiveram humildade e perceberam". "Percebo que tivessem esticado a corda, ou porque mal aconselhados pela sua área jurídica ou pela área financeira, mas o seu presidente teve a hombridade de me ligar e pedir para nos sentarmos à mesa e fazermos um novo acordo", sustentou.