"Não há jogos perfeitos, nem tenho a presunção de dizer que somos a melhor equipa do mundo"

"Não há jogos perfeitos, nem tenho a presunção de dizer que somos a melhor equipa do mundo"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Melo Rosa

Tópicos

Declarações de Carlos Carvalhal, treinador do Braga, depois da vitória por 6-0 sobre o Santa Clara, na quarta eliminatória da Taça de Portugal.

Análise ao jogo: "Não há jogos perfeitos, nem tenho a presunção de dizer que somos a melhor equipa do mundo. Fizemos um jogo bem conseguido, muito pelo mérito dos nossos jogadores, tiveram uma atitude absolutamente espetacular, interpretaram muito bem o jogo. Nem quando se perde está tudo mal, nem quando se ganha está tudo bem, há sempre coisas a retificar e a evoluir. É evidente que estamos extremamente satisfeitos com um resultado de 6-0. A minha satisfação é mais pelos meus jogadores. Têm tido um comportamento espetacular, tivemos agora duas semanas de trabalho brilhantes, com um nível altíssimo, todos eles a merecerem ser convocados e a merecerem jogar e a dificultarem a minha vida no sentido de escolher onze. Preparámos bem o jogo, foi uma vitória inteiramente justa, perante um adversário que, é justo dizê-lo, tem algumas dificuldades no eixo defensivo, teve que jogar com um jogador adaptado, o lateral-esquerdo a central, é um adversário competente, mas nós estivemos num nível muito bom."

Exibição e golos de Vitinha: "Temos um olhar muito especial para a formação. Desde que chegámos já jogaram nove jogadores da formação na equipa principal. É significativo. Há uns que estão melhor preparados. Temos dois bons exemplos: o Bruno Rodrigues está a trabalhar connosco desde a época passada e não é o mesmo de há seis meses, evoluiu, trabalha com a equipa sénior, ganhou outra maturidade, e está mais preparado do que há seis meses, e hoje foi chamado e correspondeu em pleno. Um miúdo que depositamos muitas esperanças. O Vítor é exatamente a mesma coisa. Treina connosco, tem evoluído bastante, foi jogar à equipa B quando não era convocado, já jogou em Barcelos, já entrou noutros jogos, apareceu hoje a jogar, como em jogos anteriores, com todo o mérito. Estes jogadores precisam de tempo de maturação. Estou a lembrar-me do Rodrigo Gomes, do Roger, do Gorby, do Hornicek que precisam de algum tempo de maturação até terem a sua oportunidade. Estes já passaram esse tempo, estão a corresponder às oportunidades que tiveram, é bom para o Sporting de Braga e para a nossa equipa porque precisamos de opções e de gente com competência. Esta vitória não é do Vítor e do Bruno, esta vitória é de todos os jogadores, porque foi uma vitória de um coletivo que foi muito forte e que seria difícil para qualquer adversário."