"Moura? Parte-me o coração. Até se falava do Barcelona..."

"Moura? Parte-me o coração. Até se falava do Barcelona..."
Tomaz Andrade

Tópicos

Lesão do esquerdino foi muito sentida pelo plantel do Braga e Carlos Carvalhal admitiu que ficou com o coração partido.

Carlos Carvalhal ficou abalado com a lesão de Moura, que esta semana sofreu uma rotura de ligamentos do joelho esquerdo e ficou sem hipóteses de voltar a jogar esta temporada.

"Parte-me o coração. Principalmente por ele, um jogador jovem de apenas 21 anos, e que estava a fazer um início de campeonato muitíssimo bom; vinha de dois golos com o Benfica, falava-se na imprensa na possibilidade de estar no radar do Barcelona [n.d.r. o jornal Mundo Deportivo deu conta que o Barça poderia estar a seguir o defesa] e, de repente, num segundo tudo se transforma. Isto são exemplos da vida, reforça o exemplo que tenho dado aos meus jogadores, aos meus amigos, aos meus filhos e a toda a gente. Nós temos de estar sempre no máximo das nossas capacidades, desfrutar de cada momento, porque num segundo a nossa vida pode mudar completamente", afirmou o treinador do Braga, em declarações aos meios do clube.

Ainda sem data para ser operado, Moura vai precisar de seis meses para recuperar. "Ele é um jovem, vai superar esta dificuldade e vai aparecer mais forte; é isso que lhe desejamos. Evidentemente que temos de seguir em frente; já jogámos neste ciclo exigente sem jogadores importantes, como foi o caso do Ricardo Horta, do Fransérgio e do David Carmo, e o grupo respondeu com vitórias e com boas exibições. Isso é sinal que não dependemos só de um jogador. Este grupo forte vai superar a ausência do Moura".

O Braga defronta este sábado (19h30) o Trofense, em partida da terceira eliminatória da Taça de Portugal.