Histórico da Premier League aponta a uma das figuras do Braga

Histórico da Premier League aponta a uma das figuras do Braga
Pedro Marques Costa

Tópicos

O Newcastle está na disposição de pagar 10 milhões de libras (11,7 milhões de euros) pela contratação de Ricardo Horta, que tem uma cláusula de rescisão elevada.

Ricardo Horta voltou a conseguir elevar o (alto) rendimento apresentado nos últimos anos e está a realizar, muito provavelmente, a melhor época da carreira, tendo apontado 14 golos nos 30 jogos realizados até ao momento (já ultrapassou o anterior máximo pessoal, de 12 golos). As boas exibições do extremo, que também esteve em evidência nos confrontos da fase de grupos da Liga Europa, serviram para reativar um interesse antigo do Newcastle, que está atualmente no mercado à procura de reforços para o ataque, nomeadamente para o lado esquerdo.

É justo dizer-se que, nesta altura, Ricardo Horta não é a primeira opção do atual 13.º classificado da Premier League, mas a tentativa de contratar Ademola Lookman, internacional sub-21 inglês, tem esbarrado com estrondo na intransigência demonstrada pelo Leipzig, que pagou 20 milhões de euros para o resgatar ao Everton no último verão - apesar disso, o jovem de 22 anos soma apenas quatro partidas na equipa alemã.

O interesse do Newcastle em Ricardo Horta não é novo, remonta à altura em que Rafa Benítez treinava o clube - saiu no final da última época -, tendo mesmo havido sondagens no verão, que acabaram por nunca se transformar numa proposta concreta. No entanto, e perante a recusa do Leipzig em transferir Lookman neste mercado, o clube inglês projeta avançar nos próximos dias para Ricardo Horta, por quem está na disposição de apresentar uma proposta de dez milhões de libras (cerca de 11,7 milhões de euros).

Apesar disso, sabe O JOGO, António Salvador não está na disposição de libertar um dos seus principais jogadores, muito menos nesta fase da época e por valores distantes da respetiva cláusula de rescisão, que, no caso de Ricardo Horta, é de 30 milhões de euros. O extremo renovou o contrato no passado mês de setembro, viu o salário ser-lhe aumentado e ainda prolongou a ligação ao Braga até junho de 2024, tendo também passado a cláusula de rescisão de 25 para 30 milhões de euros.

Ricardo Horta chegou ao Braga em 2016, na altura por empréstimo do Málaga, numa situação que se tornou definitiva no ano seguinte. No negócio, que teve a intervenção do empresário Jorge Mendes, o clube espanhol garantiu 20 por cento do passe de Horta, pelo que também é uma das partes interessadas na concretização desta transferência.