"Há uma coisa que detesto: perder", vinca Custódio após dedicar triunfo no dérbi

"Há uma coisa que detesto: perder", vinca Custódio após dedicar triunfo no dérbi

Treinador do Braga analisou a vitória no dérbi minhoto (3-2) frente ao rival de Guimarães.

Dedicatória: "Queria dedicar a vitória aos nossos adeptos, porque sentimos a falta deles, e em especial ao senhor Luís, o nosso enfermeiro, que está de luto. Queria dar-lhe um grande abraço de solidariedade".

Análise do jogo: "Sabíamos que seria um jogo difícil, contra uma equipa de qualidade, mas nesta fase, e mais do que apresentar qualidade de jogo, até por tratar-se de um dérbi e apresentar uma carga emocional diferente, queríamos vencer e fizemos tudo para vencer. É verdade que foi um jogo equilibrado, mesmo em oportunidades de golo, mas a vitória assenta-nos bem".

Entrada de Palhinha: "Essa mudança [entrada de Palhinha] foi para equilibrar o meio-campo. Queria um comportamento diferente dos médios e não estávamos a conseguir, daí a entrada do Palhinha. Foi uma troca importante e que nos beneficiou".

Regresso aos triunfos: "É diferente trabalhar sobre vitórias e era isso que procurávamos. Estou muito contente com os jogadores, que demonstraram uma atitude tremenda. Os objetivos são claros, eles sabem isso, e terça-feira temos já outro jogo".

Importância dos três pontos: "Estes três pontos eram muito importantes. Mesmo sem ter o público, era importante ganhar. Mérito dos jogadores, que fizeram tudo para vencer".

Sobre o golaço de Trincão: "O Trincão, tal, como todos os jogadores do Braga, são preponderantes".

Confissão: "Adoro ganhar, mas há uma coisa que detesto: perder".

Sobre Sequeira, que saiu lesionado: "Está a ser reavaliado. Nas próximas horas saberemos a extensão da lesão".